Técnico do Manchester United diz que elenco bilionário não é bom o suficiente

O técnico do Manchester United, Erik Ten Hag, comanda um grupo bilionário de jogadores, mas mesmo assim afirma que o time não é bom o suficiente. "Como equipe, não somos bons o suficiente para sermos consistentes. Temos que trabalhar como equipe para melhorar isso", afirmou o técnico holandês após a derrota para o Bournemouth por 3 a 0, neste sábado, no Old Trafford, estádio do United, pelo Campeonato Inglês. "Somos muito inconsistentes."

Na quarta, o Manchester United havia vencido o Chelsea por 2 a 1 e ficado a três pontos do atual campeão inglês, o Manchester City. Agora, o time está a 10 pontos do líder do Inglês, o Liverpool. O Bournemouth, com a vitória no sábado, chegou ao 13º lugar do campeonato.

Desde a chegada de Ten Hag, em 2022, o clube de Manchester já investiu cerca de 400 milhões de libras (cerca de R$ 2,475 bilhões) em contratações. Entre esses reforços estão os brasileiros Casemiro e Antony.

Nesta temporada, o Manchester United já perdeu quatro vezes em seu estádio no Inglês e 11 em 23 jogos em todas as competições e o futuro do técnico no clube parece estar em risco. "Temos que melhorar. Temos que estar prontos para o jogo, desde o início. Disse na sexta que se não estiver jogando nos níveis mais altos você vai ser morto."

Veículos de comunicação ingleses já publicaram reportagens sobre uma suposta insatisfação dos jogadores com o treinador. A direção do clube reagiu proibindo a presença de repórteres na entrevista coletiva de Ten Hag durante a semana, mas negou que se tratava de retaliação.

O técnico ouviu vaias no Old Trafford após a derrota deste sábado. "Sinto pena deles [a torcida] porque estão sempre nos apoiando", disse Ten Hag. "Eles esperam mais de nós."

O mesmo Old Trafford volta a receber o time bilionário nesta terça pela última rodada da fase de grupos da Liga dos Campeões. Lanterna do Grupo A, o Manchester United precisa vencer o Bayern de Munique e torcer pelo empate entre Copenhague e Galatasaray, que jogam na Dinamarca.

O United corre o risco de ficar fora até mesmo da Liga Europa, cuja vaga é oferecida aos terceiros colocados de cada grupo.

Na próxima rodada do Inglês, o United enfrenta o líder Liverpool em Anfield, estádio do rival, no domingo, sem seu capitão, o português Bruno Fernandes, suspenso.

Veja também

Deixe seu comentário

Só para assinantes