Em fim melancólico, Botafogo visita o Internacional para buscar vaga direta na Libertadores

Depois de liderar o Campeonato Brasileiro por 33 rodadas, o Botafogo conseguiu, além de perder o título, não depender de suas forças para pelo menos ter uma vaga direta na fase de grupos da Copa Libertadores de 2024. Na 38ª e última rodada do Brasileirão, o time carioca enfrenta o Internacional, às 21h30, nesta quarta-feira, no Beira-Rio, para evitar outra decepção à sua torcida.

Sem vencer há 10 jogos, o Botafogo viu sua liderança derreter e também a vantagem no G-4. O empate sem gols contra o Cruzeiro na última rodada fez o time cair para quinta colocação, com 64 pontos, um a menos que o Grêmio, em quarto. Caso fique fora do G-4, o Botafogo irá disputar a fase preliminar da Libertadores ao lado do Red Bull Bragantino, sexto, com 62.

O técnico Tiago Nunes ainda terá que se virar para montar o time. Suspenso com o terceiro amarelo, o zagueiro Adryelson, além dos reservas, o meia Gabriel Pires e o atacante Diego Costa, estão fora. Na defesa, Philipe Sampaio deve formar o trio ao lado de Danilo Barbosa e Victor Cuesta. No meio-campo, após cumprir suspensão, Eduardo está de volta.

Da euforia ao vexame, pouco se explica a derrocada do Botafogo, entretanto Tiago Nunes quer que a lição sirva para a próxima temporada: "Espero que o que se passou agora sirva de lição para a próxima temporada e para que não se repita isso. Não só para a torcida, mas para o clube. Que se blinde e nunca se crie esse clima de 'oba-oba'", disse o técnico sobre a polêmica entrevista de Diego Costa, após o empate sem gols com o Cruzeiro, dizendo que existia um clima de 'já ganhou' no clube.

O Internacional não tem mais ambição nenhuma no Campeonato. Sem chances de G-6 e sem correr risco de rebaixamento, o time gaúcho atua somente para terminar melhor colocado na tabela. É o nono colocado, com 52 pontos e vem de três vitórias seguidas, a última por 2 a 1 sobre o Corinthians, na Neo Química Arena.

O técnico Eduardo Coudet terá a volta do volante Jhonny. O americano se lesionou contra o Cuiabá e ficou de fora da partida em São Paulo, sendo substituído por Bruno Henrique. Outro retorno é do atacante Pedro Henrique, que cumpriu suspensão e será opção no banco de reservas. Mas o volante Campanharo é baixa, por acúmulo de cartões.

Jogando pela dignidade, Coudet exaltou a sequência de vitórias nesta reta final. "Importante essas três vitórias seguidas. O futebol é assim, não tem como recuperar o que não deu certo. A ideia é olhar para frente e com uma mentalidade ganhadora para fechar o Brasileirão da melhor maneira".

Veja também

Deixe seu comentário

Só para assinantes