Polícia faz busca na Federação Boliviana de Futebol em investigação sobre narcotraficante

A polícia antidrogas e um promotor cumpriram mandato de busca na Federação Boliviana de Futebol, nesta terça-feira, em La Paz. A ação faz parte de uma investigação contra o uruguaio Sebastián Marset, suspeito de narcotráfico.

A Promotoria abriu investigação contra o Blooming, da primeira divisão da Bolívia, sob a suspeita de que o filho de Marset jogava nas categorias de base do clube de Santa Cruz. O Blooming disputou a Sul-Americana de 2023 e ficou em último lugar no Grupo E. Seu único ponto em seis jogos foi conquistado no empate sem gols com o Santos, na Vila Belmiro.

O responsável pela investigação, Julio César Porras, afirmou que o objetivo era recolher documentos. "Estamos em busca de documentação que será investigada. É apenas um ato investigativo."

Marset é procurado em três países (Bolívia, Uruguai e Paraguai) por tráfico de drogas e é suspeito de ter ordenado o assassinato de um promotor paraguaio que o investigava. Ele migrou para a Bolívia e viveu com a família sob identidade falsa em Santa Cruz por mais de um ano, até o final de julho passado, quando fugiu de uma operação policial. Seu paradeiro é desconhecido.

No início de novembro, o ministro das Relações Exteriores, Francisco Bustillo, e outros funcionários do governo uruguaio renunciaram após uma investigação relacionada à concessão de passaporte uruguaio a Marset.

Veja também

Deixe seu comentário

Só para assinantes