Santos visita Athletico-PR para tentar acabar com chances de rebaixamento

Em situação complicada na tabela do Brasileirão, o Santos quer encerrar seu pesadelo neste domingo. Para tanto, precisa fazer sua parte diante do Athletico-PR, em Curitiba, às 18h30, e ainda torcer contra os rivais diretos na briga contra o rebaixamento. O adversário paranaense não tem mais ambições no campeonato.

O time da Vila Belmiro começou a rodada na 15ª colocação, com 43 pontos, apenas uma posição e um ponto à frente do Vasco, também fora da zona de rebaixamento. Os dois times, ao lado do Bahia, primeiro equipe dentro da zona da degola, são os que mais correm risco de queda para a Série B. A equipe baiana tem 41 e figura no 17º posto, a única posição da zona do rebaixamento ainda não definida - América-MG, Coritiba e Goiás já caíram.

Para escapar da queda já no domingo, na penúltima rodada, o Santos precisa vencer e torcer uma das duas situações possíveis: derrota do Vasco e/ou tropeço do Bahia. Se os times carioca e baiano vencerem, a disputa para não herdar a última vaga da zona da degola se estenderá até quarta-feira, dia da última rodada do Brasileirão.

Depois da dura derrota para o Fluminense, no meio de semana, o Santos tenta recuperar o moral para evitar um novo tropeço, que abalaria ainda mais a confiança do elenco. A seu favor, o técnico Marcelo Fernandes poderá ter reforços. O volante Tomás Rincón e o zagueiro João Basso treinaram na sexta, viajaram com a delegação para Curitiba e podem voltar ao time titular neste domingo.

A dupla vinha sendo fundamental para o equilíbrio da zaga e do meio-campo santista nos últimos jogos. Rincón se machucou na última Data Fifa, em jogo da seleção venezuelana, e foi baixa contra Botafogo e Flu. Já o defensor, que se recupera de uma lesão na coxa esquerda, inicialmente só voltaria em 2024, mas o time já conta com ele neste fim de semana.

O treinador também terá os retornos do volante Nonato e do meia Lucas Lima, que deve voltar ao time titular. Já o lateral-esquerdo Kevyson é desfalque certo por conta de dores no tornozelo.

ATHLETICO-PR SEM OBJETIVOS

Livre de qualquer risco de queda, mas também sem condições de sonhar com a vaga na Copa Libertadores de 2024, o time paranaense apenas cumpre tabela nas duas últimas rodadas do Brasileirão. O único objetivo que o time busca é terminar na oitava colocação, sua posição atual, por ser a primeira após os classificados para a Libertadores.

Se confirmar este posto, vai garantir vaga direta na terceira fase da Copa do Brasil, o que ajuda a aliviar o calendário da equipe na próxima temporada. Para assegurar esta posição, o time de Curitiba só precisa vencer um dos seus dois últimos jogos no Brasileirão.

"Não temos mais possibilidade de Libertadores, mas temos que terminar bem, pensar que, se chegarmos entre os oito primeiros, isso nos levará a uma possibilidade de começar a Copa do Brasil na terceira fase e não no início, em jogos com campos que geralmente não são bons", afirma o técnico Wesley Carvalho.

Para domingo, o treinador pode repetir a escalação do time que empatou com o Cruzeiro por 1 a 1, na quinta. O lateral-esquerdo Esquivel e o atacante Canobbio devem seguir fora, por questões físicas. A única mudança em relação a quinta deve ser a inclusão de Vitor Roque entre os titulares - ele começou no banco contra o Cruzeiro.

Veja também

Deixe seu comentário

Só para assinantes

As mais lidas agora