Mano espera aceno da diretoria para pensar em 2024: 'Clube precisa ver prioridades'

Compasso de espera. Assim pode ser definida a posição do técnico Mano Menezes em relação ao planejamento para o futebol do Corinthians no ano que vem. Na entrevista coletiva deste sábado, após a derrota para o Internacional, o treinador afirmou que tudo vai depender do que a cúpula decidir.

"Não tenho todas as decisões tomadas. O clube precisa resolver várias coisas para estabelecermos prioridades. A chegada de jogadores influencia na saída de atletas. Temos que colocar na balança se as transformações vão trazer acréscimos. Já vi muita gente transformando a situação para pior", afirmou o treinador.

Ele deixou claro que a reformulação vai acontecer. Tudo, porém, vai ser condicionado aos movimentos da nova diretoria que começa comandar o clube no ano que vem. O que ele deixou claro, é que o Corinthians precisa entender o seu momento em relação ao time.

"O Corinthians está encerrando um ciclo. Você avalia um início de temporada, as coisas não acontecem, e quando você não tem confiança, tudo fica mais difícil. Complicado fazer essas avaliações. Vocês (jornalistas) podem fazer, eu é que não posso", comentou.

Com 47 pontos, o Corinthians ainda corre riscos de ser rebaixado, mas as chances diminuíram em função da quantidade de times que estão abaixo do clube paulista na classificação do Brasileiro. Cruzeiro (45), Santos (43), Vasco (42) e Bahia (41), também lutam para escapar do descenso nesta reta final de torneio.

Deixando claro que uma reformulação no elenco vai acontecer, um jogador foi exaltado pelo treinador durante a coletiva: o atacante Romero. "Ele foi muito criticado, mas é um jogador que sempre entrega muito em campo. Faz gols importantes e isso pesa muito no final. O futebol tem muito disso, por isso prego sempre o respeito. Uma hora você não está bem, mas a fase muda", afirmou.

Na última rodada do Nacional, o Corinthians encerra a sua participação jogando fora de casa. O seu último compromisso no torneio vai ser diante do rebaixado Coritiba, no estádio Couto Pereira.

Veja também

Deixe seu comentário

Só para assinantes