La Bombonera é interditada por superlotação em Argentina x Uruguai

A Prefeitura de Buenos Aires ordenou a interdição da Bombonera por superlotação durante a derrota por 2 a 0 da Argentina para o Uruguai, nesta quinta-feira, pela quinta rodada das Eliminatórias Sul-Americanas para a Copa do Mundo. A decisão foi comunicada logo depois da partida pelo Boca Juniors, dono do estádio, que se defendeu e disse que a capacidade máxima de público foi respeitada.

"Orgulhoso de ter recebido os campeões mundiais em casa, em clima de festa e com total normalidade, o Clube Atlético Boca Juniors comunica que, apesar de não ter ultrapassado a capacidade máxima do estádio, o órgão de controle governamental da Prefeitura de Buenos Aires decidiu, finalizada a reunião, pelo fechamento de La Bombonera por alegar que sua capacidade havia sido excedida. Dadas as circunstâncias do caso, o clube considera que esta ação demonstra animosidade contra a instituição, algo que foi sugestivamente reiterado em diversas ocasiões até agora neste ano", diz a nota publicada pelo clube xeneize em suas redes sociais.

O final do texto se refere a outros problemas que o Boca sofreu com seu estádio nesta temporada. Em fevereiro, por exemplo, uma parte da arquibancada Sul da Bombonera teve de ser fechada após o poder público apontar "deficiências construtivas" no local. O próximo jogo do Boca Juniors em casa esta marcado para dia 22 de novembro, ao fim da atual Data Fifa. Trata-se de um duelo com o Estudiantes, pela semifinal da Copa Argentina, que dá vaga para a Libertadores.

Em campo, na noite de quinta-feira, os torcedores que estiveram na Bombonera viram a Messi e seus companheiros de seleção argentina perderem o primeiro jogo desde a derrota para Arábia Saudita na primeira rodada da Copa do Mundo do Catar, da qual acabaram campeões. Apesar da derrota, a equipe de Lionel Scaloni continua na liderança das Eliminatórias, com 12 pontos, mas a distância para o vice-líder Uruguai diminuiu para dois pontos. O próximo compromisso é na terça-feira, no Maracanã, às 21h30, contra o Brasil, que caiu para quinto lugar, com sete pontos, depois de perder por 2 a 1 para a Colômbia.

Errata:

o conteúdo foi alterado

  • Diferentemente do que foi informado no texto, o Brasil perdeu para a Colômbia por 2 a 1, e não por 2 a 0. O erro foi corrigido.

Veja também

Deixe seu comentário

Só para assinantes