Cormier faz coro por Tom Aspinall como campeão linear dos pesos-pesados do UFC

A atual conjuntura da categoria dos pesos-pesados do UFC divide opiniões entre os fãs de MMA. Recém-coroado campeão interino da divisão, Tom Aspinall pediu publicamente para que Jon Jones, que detém o título linear, fosse destituído por conta da lesão grave que o afastará dos octógonos por meses. E aparentemente o atleta inglês ganhou um nome de peso para fazer coro por tal movimentação. Ex-lutador e agora comentarista, Daniel Cormier defendeu que o prospecto fosse elevado ao posto de campeão linear.

Em recente participação no programa 'The MMA Hour', 'DC', que já vestiu o cinturão dos meio-pesados (93 kg) e dos pesos-pesados quando competia, destacou que uma eventual superluta entre Jon Jones e Stipe Miocic não precisa de um título para se tornar 'atrativa' para o público. Desta forma, o wrestler olímpico opinou que o Ultimate deveria priorizar pela nova geração ao tornar Aspinall o campeão indiscutível da categoria.

"Se Jones e Stipe só vão lutar entre si, você não pode fazer com que o Tom Aspinall defenda o título interino. Jones e Stipe não precisam do título em disputa. Eles podem apenas lutar, e é o suficiente. Faça pelo posto de 'Melhor de todos os tempos'. Não importa. Criem um cinturão. Tom Aspinall é o cara que vai liderar a categoria dos pesados nos próximos anos. Jones é o campeão linear - conquistou isso ao vencer Ciryl Gane. Mas se ele só vai lutar com o Stipe e só daqui a sete meses? Coloca o Tom Aspinall como campeão (linear) e não acho que ninguém reclamaria", declarou Cormier.

Lesão grave

Originalmente escalado para enfrentar Miocic, Jones precisou deixar a luta após lesionar o ombro durante uma sessão de treinos de wrestling. Por conta da gravidade da contusão, o americano deve se ausentar por ao menos oito meses dos octógonos. Desta forma, a tendência é que 'Bones' volte a competir somente no segundo semestre de 2024.

Veja também

Deixe seu comentário

Só para assinantes