Topo

Esporte


Dana White afirma que relação com Cris 'Cyborg' era um "pesadelo"

Diego Ribas, em Las Vegas (EUA)

Ag. Fight

07/08/2019 12h16

Dana White, presidente do UFC, voltou a se pronunciar sobre o imbróglio com Cris 'Cyborg'. Em coletiva após o 'Contender Series' da última terça-feira (6), com a presença da reportagem da Ag. Fight, o mandachuva comentou sobre o vídeo adulterado publicado pela brasileira em suas redes sociais e afirmou que a convivência com ela foi sempre um "pesadelo". De acordo com ele, as alegações de que estaria tentando prejudicar o legado da atleta não procedem, já que o Ultimate ajudou na reconstrução da marca da lutadora.

As imagens modificadas mostravam o dirigente declarando que mentia quando falava sobre a paranaense. No entanto, na discussão real, White apenas dizia a 'Cyborg' que suas declarações não eram direcionadas a atacá-la. Após a publicação, a atleta voltou às redes sociais para se desculpar pelo erro cometido, segundo ela pela sua equipe de produção de conteúdo. O cartola relembrou todo o relacionamento conturbado entre ambos e afirmou que a mudança na percepção do público sobre a brasileira foi criada pela sua organização.

"Ter que se desculpar comigo deve tê-la matado. O que ela fez foi sujo. Lidar com a 'Cyborg' tem sido um pesadelo durante todos esses anos. Havia muita controvérsia antes de contratá-la e, mesmo assim, nós assinamos com ela. Mesmo após ela testar positivo para esteroides anabolizantes. Nós a tornamos uma atleta limpa com a melhor política antidoping em todos os esportes. Então, quando ela fala sobre o seu legado e sua marca, nada foi melhor para o seu legado do que ser reconhecida como uma lutadora limpa", enfatizou.

White reafirmou estar convicto de que a lutadora da 'Chute Boxe' não quer uma revanche contra Amanda Nunes. Tal convicção o fez esbravejar que caso 'Cyborg' o telefone para aceitar o combate, ele marcaria o confronto, apesar de já ter afirmado que não pretende fazer negócios com a atleta novamente.

"Se eu estiver mentindo sobre ela não querer a revanche, ela pode me ligar amanhã e nós vamos fazer essa luta. Porém, ela não vai ligar e nós não vamos fazer esse combate porque ela não quer encarar a Amanda Nunes novamente. Ela não vai aceitar nenhum contrato, seja de uma luta ou até de meia luta. Amanda a nocautearia de novo no primeiro round. Eu sei, vocês sabem e ela sabe. Fim da história", concluiu o cartola.

Cris 'Cyborg' perdeu o cinturão do peso-pena (66 kg) feminino ao ser nocauteada pela compatriota em dezembro do ano passado. Sem contrato com o Ultimate, a veterana já desperta o interesse de outras organizações, como o Bellator e o PFL. Amanda Nunes, que também detém o cinturão peso-galo (61 kg), defenderá ambos os títulos, segundo Dana White.

Mais Esporte