PUBLICIDADE
Topo

Esporte

Afiado! Ponzinibbio afirma que nocautearia McGregor, 'GSP' e Woodley

Ag. Fight

20/11/2018 13h35

A vitória por nocaute sobre Neil Magny, no último sábado (17), parece ter sido o combustível que faltava para Santiago Ponzinibbio desafiar os maiores nomes da divisão. Ao site 'MMA Junkie', ele declarou que ainda não conseguiu lutas maiores por razões "políticas", mas que nocautearia nomes como Tyron Woodley, Georges St-Pierre e Conor McGregor se as chances lhe fossem dadas.

Quando desafiou Woodley, 'Gente Boa' ouviu que ainda teria de entrar na fila. O argentino, entretanto, considera que a sequência de sete vitórias no currículo seria mais do que suficiente para merecer um grande combate. Por isso, embora com alguns erros, ele analisou a trajetória de Tyron até enfrentar e ganhar de Robbie Lawler, em 2016, no confronto que lhe rendeu o cinturão dos meio-médios (77 kg).

"Tyron Woodley, quando ganhou o title shot, tinha seis lutas pelo UFC. Ele havia ganhado quatro e perdido duas. Ele perdeu para Rory MacDonald, e então teve duas lutas fáceis: Koscheck e o outro cara, e deram a ele um title shot. Isso é ridículo", falou.

Na verdade, o caminho de 'T-Wood' rumo ao cinturão não foi esse. Koscheck foi apenas o terceiro adversário dos sete que o americano enfrentou antes de ganhar a chance pelo título. Depois da derrota para MacDonald, Woodley enfrentou Dong Hyun Kim e Kelvin Gastelum.

"Minhas lutas são sempre empolgantes. Ele não é um lutador empolgante. Eu abri um novo mercado em meu país, com a pressão e a expectativa. Venci pelo meu povo. Isso é algo para o qual Tyron não está pronto. E isso é algo que ele jamais fará", afirmou.

Ainda que não consiga o title shot, já que Colby Covington tem prometida uma luta de unificação de cinturão contra T-Wood, Santiago acredita que merece outro grande duelo. Segundo o argentino, não fosse a política, ele ganharia uma oportunidade contra qualquer um dos nomes mais importantes da divisão.

"Você me dá Conor. Eu sou um striker melhor do que ele. Ele é muito bom no trash talk e é um grande homem de negócios, mas eu sou um lutador melhor. Isso é diferente. Sou um striker melhor. Tenho melhor timing. Tenho maior potência. Eu vou nocauteá-lo, com certeza. Eu vou nocauteá-lo. Eu nocautearia GSP , GSP está velho. Ele é um cara legal. Sou um grande fã. Mas sou melhor. Eu o nocautearia. Estou pronto para os dois. Sou um lutador empolgante", disse.

"Sei que estou pronto. Sei que venceria Tyron. Sei que vou nocauteá-lo, mas preciso da oportunidade. Se você me der a luta contra GSP, vou nocauteá-lo com certeza. Eu vou nocautear todos de 77 kg se você me der a oportunidade", completou.

Aos 32 anos, Ponzinibbio tem 30 combates em sua carreira. Destes, 27 são vitórias e apenas três, derrotas. Embora seja argentino e hoje treine na American Top Team, nos Estados Unidos, grande parte da jornada profissional de Santiago foi realizada no Brasil: 15 lutas aconteceram no país.

Esporte