PUBLICIDADE
Topo

Esporte

Presidente do 'Brave' demite campeão dos pesos-leves; título da categoria fica vago

Ag. Fight

20/09/2018 06h00

Uma das principais organizações de MMA do mundo sofreu uma reviravolta nesta quarta-feira (19). Mohammed Shahid, presidente do 'Brave', anunciou através da assessoria de imprensa da empresa que Ottman Azaitar não faz mais parte do plantel de atletas que representam a liga. O lutador era o campeão da categoria peso-leve (70 kg), e com isso, consequentemente, o cinturão da divisão fica vago.

Apesar da demissão, o presidente enalteceu a passagem do agora ex-campeão pela liga. Mesmo com o reconhecimento, o período que Ottman ficou sem atuar foi fundamental para a retirada de seu cinturão e afastamento da organização. Ainda sobre o futuro da categoria, Mohammed afirmou que o posto vago já tem data e local marcado para ser disputado. No dia 16 de novembro ocorrerá a luta que definirá o novo dono do título peso-leve da organização - os atletas envolvidos no confronto ainda não foram definidos.

"Ottman Azaitar teve uma grande carreira no Brave, fez um excelente combate no Brave 14, que não foi pelo título. Se olharmos para a divisão peso-leve do evento não tivemos uma defesa de cinturão em quase um ano. Isso não é justo para toda a divisão, então tivemos que tomar uma decisão sobre isso. Nós nos importamos em termos os melhores lutadores, não os mais famosos. Se um atleta não está disposto a se testar, então ele não tem lugar na nossa organização. Para oficializarmos tudo, Ottman Azaitar não é mais o campeão peso leve do Brave. Teremos uma luta pelo cinturão vago no Brave 18, em novembro, no Bahrein", declarou o presidente, através de release enviado pela assessoria do evento.

Com a saída de Ottman, e o cinturão dos leves vago, um brasileiro pode sonhar com o título da divisão. Isso porque o presidente do Brave declarou que três atletas têm condições de atualmente disputar uma luta pelo reinado da categoria. E o baiano Luan 'Miau' Santiago é um deles.

"Temos três grandes atletas que podem lutar pelo título. Abdul-Kareem Al-Selwady, que para mim, é o futuro da divisão. Um grande atleta, com uma ética de trabalho absurda e muito talento. Temos Luan 'Miau', que ficou muito perto de ganhar o cinturão interino. Todos concordaram que ele vinha ganhando bem a luta contra 'Mineiro' antes de sofrer um acidente no fim da luta. Ele é um striker de mão cheia e muito talento também. Por fim, temos Eldar Eldarov, que também tem condições e merece disputar o título", opinou Mohammed.

Agora resta saber se a organização do evento escalará Luan dentre os três possíveis concorrentes ao título. A disputa pelo cinturão vago dos leves será realizada no 'Brave 18', no Bahrein, dia 16 de novembro.

Esporte