PUBLICIDADE
Topo

Esporte

Caos nos acessos ao Stade de France e torcedores dispostos a tudo pela final

28/05/2022 20h12

Paris, 28 Mai 2022 (AFP) - Cenas de caos e frustração: as forças de segurança tiveram momentos complicados neste sábado nos arredores do Stade de France devido à presença de dezenas de milhares de torcedores e tentativas de invadir o estádio para poder ver ao vivo a final da Liga dos Campeões da Europa entre Liverpool e Real Madrid.

"Cheguei até as escadas (do estádio), então um policial me trouxe diretamente para fora. Vou tentar de novo, para ver o jogo, é o meu sonho", explicava um torcedor francês de 30 anos que tentou invadir as arquibancadas.

"Os ingressos custavam 2 mil euros. Se fossem 600 euros, teria comprado um", acrescenta o jovem, chamado Yacine.

Os momentos de desordem e aglomeração nos acessos fizeram o jogo atrasar em 36 minutos e frustraram vários espectadores que compraram ingressos e não conseguiram entrar no estádio antes do fim do primeiro tempo.

"Seu ingresso não passa", dizia um agente de segurança a uma jovem torcedora, a campeã olímpica de boxe Estelle Mossely.

"O ingresso não passa, não faz sentido. Faz uma hora que estou esperando", reclamou a boxeadora francesa, que finalmente pôde entrar no estádio alguns minutos antes do intervalo da partida.

Na entrada, um agente de segurança que preferiu não se identificar deu uma explicação: "O problema é que tinham muitos ingressos falsos, fosse impresso ou no smartphone. Pareciam ingressos verdadeiros, mas não passavam no leitor".

- Invasores nas arquibancadas -O tumulto nos acessos atrapalhou um dia que deveria ser apenas festivo, com as torcidas das duas equipes aproveitando a cidade de Paris nas horas prévias ao jogo.

Os nervos se exaltaram quando a meia hora do início da partida pelo menos mil torcedores foram contidos no acesso ao estádio. Aborrecidos, eles gritavam "Open the gate!" ("Abram o portão!").

Tentativas de invadir o estádio colocaram à prova o esquema de segurança. Agentes usaram gás lacrimogênio para conter os invasores que pulavam as grades do Stade de France.

"Está muito mal organizado", admitiu um dos agentes que trabalhou na entrada do estádio.

A confusão continuou inclusive depois do jogo começado.

"São pesoas que tentam entrar e roubar lugares", explicou à AFP um policial.

Enquanto isso, alguns torcedores do Liverpool que continuavam do lado de fora apesar de terem ingressos estavam revoltados.

"Chegamos aqui duas horas antes do jogo, não temos nenhuma ideia de por quê não podemos entrar. Estou muito chateada, mas vamos manter o sangue frio", disse à AFP uma torcedora inglesa.

A final estava previamente marcada para São Petersburgo, mas foi levada a Paris pela Uefa devido a invasão russa à Ucrânia, iniciada em fevereiro.

Logo, o esquema de segurança, que conta com 6.800 policiais, guardas e bombeiros, teve menos tempo para ser preparado.

dar-meh/lbx/jed/dr/cb

Esporte