PUBLICIDADE
Topo

Esporte

Chelsea vence Atlético de Madrid (1-0) nas oitavas da Champions com gol de bicicleta de Giroud

23/02/2021 20h07

Bucareste, 23 Fev 2021 (AFP) - O Chelsea ficou um pouco mais perto das quartas de final da Liga dos Campeões após vencer o Atlético de Madrid por 1 a 0 nesta terça-feira, no jogo de ida das oitavas de final do torneio continental, em Bucareste, na Romênia, com um golaço de Olivier Giroud.

O atacante francês dos 'Blues' marcou de bicicleta no segundo tempo (69), e o gol acabou sendo confirmado pelo VAR após alguns momentos de suspense devido a um possível impedimento, dando ao time inglês uma vantagem importante para a partida de volta, no estádio de Stamford Bridge, em Londres.

"Viemos aqui com a convicção de vencer, de jogar o nosso jogo e sabíamos como feri-los", disse Giroud, em entrevista ao BT Sport.

"Estivemos bem na defesa e acho que foi uma vitória merecida", acrescentou o atacante do Chelsea. "Sabemos a importância dos gols fora na Europa e estou feliz por ter ajudado a equipe a vencer este jogo".

O técnico Thomas Tuchel também comemorou: "Foi um resultado fantástico e um gol fantástico. Nós merecemos".

O Atlético deixou a iniciativa para o time inglês e acabou pagando por sua cautela excessiva na Arena Nacional de Bucareste, onde a partida foi disputada devido à impossibilidade de jogar em Madri por causa das restrições impostas pela Espanha aos viajantes do Reino Unido em meio à pandemia.

O Chelsea não conseguia encontrar brechas para superar a defesa do Atlético, que entrou em campo em Bucareste com muitos desfalques.

Um muro de cinco e até seis homens, às vezes, aguardava cada aproximação dos Blues, que não conseguiram uma chance clara de gol no primeiro tempo.

Os jogadores comandados por Tuchel levavam perigo pelas laterais, especialmente a direita, onde Mason Mount e Callum Hudson-Odoi fizeram Thomas Lemar e Mario Hermoso trabalharem duro.

- Luis Suárez, sem acertos -O Atlético, mais preocupado em desativar o Chelsea do que em partir para a frente, esperava atrás para sair no contra-ataque em velocidade.

Os 'rojiblancos' tiveram uma grande chance logo no início do jogo, aos 2 minutos, quando Saúl Ñíguez roubou uma bola do goleiro Edouard Mendy mas seu chute foi para fora.

Aos 15 minutos, Luis Suárez cruzou uma bola da linha de fundo na linha do gol mas Lemar não chegou a tempo para marcar.

O atacante uruguaio também não conseguiu finalizar um passe para trás de Correa, da direita (42).

O maior goleador da Liga espanhola junto com Lionel Messi ainda não conseguiu brilhar na Liga dos Campeões, onde ainda não marcou nesta temporada.

O intervalo não serviu para provocar uma mudança de panorama em campo, onde o time londrino continuou a ter o controle do jogo, tentando se impor com velocidade para superar a defesa rojiblanca.

O Chelsea, em ascensão desde que Tuchel assumiu a equipe no final de janeiro, não encontrou brechas para passar a defesa do Atlético, que apareceu em Bucareste com muitos desfalques.

- Gol com suspense -O time madrilenho tampouco chegava com perigo à meta de Mendy e seus jogadores mais criativos, como o jovem português João Félix e Saúl, praticamente mal apareciam, se dedicando principalmente ao trabalho defensivo.

A barreira espanhola acabou se rompendo quando Giroud conseguiu pegar uma bola no alto na área e fazer um golaço de bicicleta (69). Inicialmente anulado por um suposto impedimento do atacante do Chelsea, o VAR acabou confirmando o gol após alguns minutos quando se percebeu que a bola havia sido tocada pelo jogador do Atlético, Mario Hermoso.

O gol caiu como um balde de água fria para o Atlético de Madrid, que depois de jogar praticamente toda a partida na defesa, viu que tinha apenas 20 minutos para mudar seu esquema e tentar empatar.

Diego Simeone mexeu no banco para buscar a reação. O time deu um passo à frente e saiu em busca do empate, mas não conseguiu superar o sistema defensivo que o Chelsea construiu na reta final para terminar vencendo o jogo.

Agora o Atlético não terá outra alternativa a não ser partir para o ataque em Stamford Bridge, no jogo de volta, para tentar a classificação.

"Eles têm uma vantagem de 1 a 0, restam noventa minutos e confio na minha equipe", garantiu Simeone.

gr/pm/aam

Esporte