PUBLICIDADE
Topo

Dois medalhistas olímpicos russos acusados de doping graças ao relatório McLaren

27/03/2020 20h02

Paris, 27 Mar 2020 (AFP) - Quatro ex-atletas russos, dois deles medalhistas olímpicos, foram acusados de doping graças às evidências fornecidas pelo relatório McLaren, informou nesta sexta-feira a Unidade de Integridade de Atletismo (AIU).

Andrey Silnov, medalha de ouro no salto em altura em Pequim-2008, Natalia Antyukh, vencedora dos 400m com obstáculos em Londres- 2012, Yelena Soboleva, vice-campeã mundial em 2007 nos 800 metros, e Oksana Kondratyeva, atleta do arremesso de martelo, foram acusados de doping pela AIU e seus casos serão julgados em primeira instância pelo Tribunal de Arbitragem do Esporte (TAS).

O relatório do jurista canadense Richard McLaren, solicitado pela Agência Mundial Antidopagem, revelou em 2016 o sistema institucionalizado de doping na Rússia, com a falsificação do resultado de mais de 500 testes de doping, que deram positivo, no laboratório de Moscou, o centro do escândalo.

rg/pm/lca/cc

Esporte