PUBLICIDADE
Topo

Esporte

City vence Schalke de virada na ida das oitavas da Champions

20/02/2019 19h53

Gelsenkirchen, Alemanha, 20 Fev 2019 (AFP) - O Manchester City conseguiu reagir após sofrer dois gols de pênalti e a expulsão do zagueiro argentino Nicolás Otamendi e venceu por 3 a 2 o Schalke no jogo de ida das oitavas de final da Liga dos Campeões, nesta quarta-feira na Alemanha.

O argentino Sergio Agüero abriu o placar para o time inglês no primeiro tempo (18), mas os alemães foram para o intervalo com a vantagem graças a dois pênaltis convertidos pelo argelino Nabil Bentaleb (38 e 45). Já na segunda etapa, mesmo com um jogador a menos em campo, o City se impôs e virou por meio de Leroy Sané (85) e Raheem Sterling (90), levando uma importante vantagem para o jogo de volta na Inglaterra.

- Schalke na frente com dois pênaltis -O duelo teve de um lado o líder da Premier League e do outro um time que luta para não ser rebaixado na Bundesliga. Apesar da diferença, os dois times fizeram uma partida disputada, com direito a duas viradas.

Mesmo jogando fora de casa, o Manchester City se mostrou ofensivo desde o início da partida. Aos 6 minutos, David Silva cruzou da esquerda e Sergio Agüero cabeceou mas o goleiro Fährmann mandou para escanteio.

Aos 17, o goleiro Fährmann se atrapalhou na saída de bola e acabou passando na fogueira para Sané. O atacante espanhol David Silva conseguiu roubar a bola e tocar para Agüero, que só teve o trabalho de chutar para o gol aberto. Os jogadores do Schalke reclamaram de uma falta de Laporte, mas o árbitro Carlos del Cerro confirmou o gol após consultar o VAR.

O Schalke respondeu aos 24 minutos, com um chute de Uth que passou perto da trave direita do goleiro brasileiro Ederson.

Aos 32 minutos, o time alemão teve uma chance com Caligiuri que chutou forte e Otamendi desviou a bola com o braço. Após uma consulta demorada ao árbitro de vídeo, o juiz marcou pênalti. O argelino Nabil Bentaleb cobrou forte com a perna esquerda, sem chances para o goleiro.

Pouco antes do intervalo (44), novo pênalti. Após a cobrança de uma falta, Fernandinho puxou Sané na área e o juiz marcou. Mais uma vez Bentaleb bateu forte e fez, apesar de Ederson ter quase defendido.

- Virada do City com um a menos -O intervalo serviu para que o City recuperasse a concentração. A equipe de Pep Guardiola voltou a ter a posse de bola e a chegar com perigo.

Logo no início da segunda etapa, o meia Kevin De Bruyn recebeu de costas, girou e bateu para o gol. A bola foi desviada para escanteio.

Mas a situação ficou dramática para os ingleses quando o argentino Nicolas Ottamendi foi expulso (67) ao receber um segundo cartão amarelo na partida por tentar interceptar um contra-ataque do Schalke.

Para recompor a defesa, Guardiola tirou o espanhol David Silva e colocou o zagueiro belga Vincent Kompany em seu lugar, passando para um 4-4-1.

Com dez em campo, o City conseguiu manter a posse de bola mas sempre atento para não sofrer um contra-ataque, consciente de que um terceiro gol alemão poderia colocar sua classificação em sério risco.

A sorte mudou de lado aos 38 minutos, quando Sterling foi derrubado na entrada da área. Coube a Sané bater de esquerda o tiro livre e fazer um golaço. O jogador preferiu comemorar discretamente o gol em seu ex-clube.

Faltando um minuto para acabar o tempo regulamentar, Ederson fez um lançamento em profundidade na direita para Raheem Sterling que ganhou do zagueiro e tocou na saída do goleiro.

Apesar de não mostrar seu melhor futebol, o Manchester City conseguiu um ótimo resultado vencendo de virada fora de casa.

A equipe de Pep Guardiola, uma das grandes candidatas ao título, tem agora tudo para conseguir a classificação às quartas de final no próximo dia 12 de março, no Etihad Stadium.

mcd/dr/aam

Esporte