PUBLICIDADE
Topo

Esporte

Acusação de estupro contra atacante Brandão é retirada após contradições de suposta vítima

Brandão (direita) foi detido em 2011 e não comentou a decisão do juiz - Jean-Sebastien Evrard/AFP
Brandão (direita) foi detido em 2011 e não comentou a decisão do juiz Imagem: Jean-Sebastien Evrard/AFP

28/09/2012 07h52

A acusação contra o atacante brasileiro Brandão, do Saint-Etienne, por suposto estupro foi retirada nesta sexta-feira. Christophe Bass, advogado do atleta, anunciou o fato e disse à AFP que Brandão preferiu não comentar o caso.

A acusação tem 10 dias para uma eventual apelação da decisão. O advogado da acusadora, Emmanuel Molina, afirmou à AFP que espera ter conhecimento dos motivos da decisão para discutir com a cliente uma eventual apelação. O juiz de instrução do caso destacou "incoerências e contradições" na versão da acusadora, de acordo com Bass.

Brandão, de 32 anos, foi detido por suposto estupro em 9 de março de 2011 após a denúncia de uma mulher de 24 anos. Ela afirmou que o jogador, então do Olympique de Marselha, a violentou em um automóvel quando a transportava para casa depois de sair de uma discoteca em Aix-en-Provence.

O jogador, que passou por uma acareação com a acusadora em outubro de 2011, negou ter forçado a jovem e os advogados do brasileiro citaram uma relação sexual "não apenas consentida, mas pedida pela acompanhante".

Depois de ser detido, Brandão foi colocado em liberdade, sob controle judicial, sem proibição de deixar o território francês. O Olympique de Marselha, onde jogava desde 2009, o emprestou para o Cruzeiro e depois para o Grêmio para afastá-lo da pressão da imprensa francesa. Depois de retornar ao Marselha, em janeiro de 2012, o atacante assinou por duas temporadas com o Saint-Etienne em agosto.

Esporte