Atual bicampeão, Filipinho pede dispensa à WSL para cuidar da saúde mental

Bicampeão mundial, o brasileiro Filipe Toledo anunciou o pedido de dispensa do restante da temporada do Circuito Mundial de Surfe.

É com o coração pesado que anuncio hoje que estou saindo do restante da temporada do Championship Tour de 2024. Esta decisão foi muito difícil, e vem após dias de discussão com aqueles mais próximos a mim. A WSL foi muito solidária, e sou muito grato por terem me concedido o wildcard para o início da temporada de 2025. Estou comprometido em voltar melhor do que nunca.
Filipe Toledo

"No passado, fui honesto sobre alguns dos meus desafios, não apenas com lesões, mas também com a saúde mental. Competir no mais alto nível pela última década pesou sobre mim, e preciso de uma pausa para me recuperar para o próximo capítulo da minha carreira", acrescentou o surfista brasileiro.

Filipe começou o ano com 'o pé esquerdo'. Após ficar em terceiro lugar na bateria de estreia da etapa de Pipeline no fim de janeiro e ser levado à repescagem, o surfista acabou abandonando a etapa por causa de uma intoxicação alimentar.

Em sua conta oficial no Instagram, Filipe destaca que apesar da pausa para cuidar da saúde mental, ele segue focado nas Olimpíadas de Paris, que ocorrem no meio de julho.

"Pensei que era um cansaço, mas era algo além disso. Conquistei muitas coisas que sempre sonhei no surfe e, agora, eu sinto que mereço um descanso, me reconectar com o surfe de novo, cuidar da minha família", comentou o brasileiro.

Segundo a WSL, Filipinho receberá o wildcard para a próxima temporada. Assim, ele poderá disputar o Mundial de 2025 mesmo sem somar pontos suficientes neste ano. Em 2024, ele será substituído pelo marroquino Ramzi Boukhiam.

"Apoiamos a decisão de Filipe de priorizar sua saúde mental e física enquanto ele dá um passo atrás. Esperamos que ele tenha o tempo e o espaço para se recuperar este ano e estamos ansiosos para vê-lo de volta entre os melhores do mundo através do wildcard do CT da WSL em 2025", disse Jessi Miley-Dyer, chefe da WSL.

Veja também

Deixe seu comentário

Só para assinantes