Exclusivo
Esporte

Viúvo de Walewska pede que ex-sogra pague dívida de financiamento de imóvel

Ricardo Alexandre Mendes, viúvo da ex-jogadora de vôlei Walewska de Oliveira, que morreu após cair do 17º andar do prédio onde morava, quer que a mãe da atleta, Maria Aparecida Moreira, ajude a pagar a parcela do financiamento de um imóvel.

O que aconteceu

No documento jurídico, de 195 páginas, que o UOL teve acesso, consta uma solicitação para que seja paga a parcela de R$ 24 mil de um apartamento onde o casal mantinha moradia no centro da cidade de São Paulo, que está financiado.

Na solicitação de divisão de dívidas, existe um pedido do advogado do viúvo para que a ex-sogra possa arcar, a partir de agora, com a dívida de um financiamento imobiliário em nome da WM Serviços Esportivos Ltda.

A alegação é que a mãe de Walewska consta como sócia nos negócios da campeã olímpica e que o imóvel está em nome da empresa.

O despacho jurídico pede que a partir de agora, por causa da sociedade, dona Maria arque com a dívida.

Considerando que o imóvel citado consta registrado na empresa WV Serviços Esportivos, tendo a genitora de Waleswka sócia da empresa em cotas iguais de 50%, solicitamos a necessidade do pagamento da prestação do financiamento do imóvel, com vencimento em 30 de outubro.

Outras dívidas no imóvel

Segundo apuração da reportagem, o imóvel financiado ainda possui dívidas de taxas de condomínio renegociadas em agosto de 2023 no valor de R$ 37.516,42 (referentes às despesas de junho/22 a fevereiro/23 e abril/23 a junho/23), além de novas parcelas do financiamento atrasadas após a morte da jogadora.

Continua após a publicidade

Wal e Ricardo moravam em um imóvel em São Paulo e tinham outro apartamento no mesmo edifício, financiado. Eles se dividiam no pagamento das parcelas do financiamento.

A reportagem solicitou esclarecimentos sobre o pedido e a quitação da dívida, mas nenhuma das partes respondeu até a publicação desta reportagem. O espaço permanece aberto e será atualizado caso elas se manifestem.

Disputa pelo inventário

Com a morte de Walewska, Ricardo iniciou um processo de inventário do espólio (conjunto de bens e patrimônio) da jogadora, que possui citações de 23 imóveis adquiridos pela atleta durante a carreira.

A família da jogadora pede para que o espólio seja administrado pela mãe, Maria Aparecida Moreira. Ela é sócia nas empresas da jogadora. Hoje, o inventariante é Ricardo.

O documento trata o viúvo como "indigno". As justificativas são a a suposta traição à jogadora e um filho de Ricardo fora do casamento. Os dois fatos são citados no documento.

Continua após a publicidade

A família alega que as cartas de despedida deixadas por Walewska são fundamentais para comprovar a insatisfação dela com o marido. Inclusive, em citação, a jogadora deixa evidente que a maternidade sempre foi o sonho dela.

Veja também

Deixe seu comentário

Só para assinantes