Ex-NFL que inspirou filme 'Um Sonho Possível' processa a família

O ex-jogador da NFL Michael Oher alega que a história retratada no filme 'Um Sonho Possível', indicado ao Oscar de 2010, não é real.

O que aconteceu

Oher entrou com processo contra a família Tuohy, que supostamente o adotou. A ação foi movida em tribunal no condado de Shelby, Tennessee, Estados Unidos, e revelada em reportagem da ESPN norte-americana.

O ex-atleta afirma que nunca foi adotado de fato por Leigh e Anne Tuohy. Oher teria sido enganado a assinar um contrato que os tornaria seus tutores e lhes daria liberdade para fazer negócios em seu nome, mas não o tornaria parte da família.

O acordo daria direito à família para explorar a história de Oher sem que ele ganhasse nenhum centavo. Leigh, Anne e seus dois filhos biológicos ganharam U$ 225 mil cada para permitir a produção do filme 'Um Sonho Possível', além de 2,5% de lucros não definidos.

Na época da produção do filme, a família Tuohy negou ter lucrado com a comercialização da história de Oher. Eles alegam que receberam valor ínfimo, e que tudo foi dividido em cinco partes iguais.

'Um Sonho Possível' conta a história de um garoto em situação de rua adotado por uma família rica, que lhe deu condições de melhorar nos estudos e iniciar carreira no futebol americano. No entanto, o processo indica que o enredo não é realista. Na autobiografia 'I Beat the Odds', publicada em 2011, Oher criticou a maneira como foi abordado: "Senti que me retrataram como um idiota, não como uma criança que nunca havia tido uma instrução acadêmica consistente e depois foi muito bem assim que a obteve".

Veja também

Deixe seu comentário

Só para assinantes