PUBLICIDADE
Topo

Esporte

Prêmio Brasil Olímpico: Rebeca e Isaquias são eleitos os atletas do ano

Dona de duas medalhas nas Olimpíadas de Tóquio, Rebeca foi eleita a atleta do ano; Isaquias venceu na categoria masculino - Laurence Griffiths/Getty Images
Dona de duas medalhas nas Olimpíadas de Tóquio, Rebeca foi eleita a atleta do ano; Isaquias venceu na categoria masculino Imagem: Laurence Griffiths/Getty Images

Do UOL, em São Paulo

07/12/2021 22h15Atualizada em 07/12/2021 22h59

O Prêmio Brasil Olímpico, iniciativa do COB (Comitê Olímpico do Brasil) que existe desde 1999 e é conhecida como "Oscar do esporte brasileiro", premiou Rebeca Andrade (feminino) e Isaquias Queiroz (masculino) como os atletas da temporada. O canoísta é agora recordista isolado em conquistas do prêmio, que recebeu também nas temporadas 2015, 2016 e 2018. Os vencedores foram definidos por um júri de especialistas.

O evento foi realizado na noite de hoje (7) em Aracaju (SE) e homenageou também o Time Brasil, que bateu seu recorde de medalhas (21) na última edição dos Jogos Olímpicos de Tóquio. Até então, a melhor marca eram as 19 medalhas conquistadas no Rio, em 2016.

prêmio brasil olímpico - Jonne Roriz/COB - Jonne Roriz/COB
O Prêmio Brasil Olímpico 2021 foi realizado na cidade de Aracaju-SE. 07/12/2021
Imagem: Jonne Roriz/COB

Na disputa pelo prêmio, a ginasta, campeã olímpica em Tóquio, superou Ana Marcela Cunha (ouro na maratona aquática nos Jogos) e Rayssa Leal (prata no skate na capital japonesa), que também chegaram à final da eleição. Em Tóquio, Rebeca foi ouro no salto e ficou com a medalha de prata no individual geral.

"Gostaria de agradecer a Deus pela oportunidade de receber este prêmio. É muito importante para mim. Minha carreira foi cheia de confusões. Este ano eu consegui realizar todos os meus sonhos e objetivos. Este momento está sendo muito incrível", disse Rebeca, que não pode participar da cerimônia, mas gravou um vídeo no qual elogiou o COB e o Flamengo, sua atual equipe.

No masculino, Isaquias obteve mais votos que Italo Ferreira (surfe) e Hebert Conceição (boxe) —todos medalhistas de ouro nas Olimpíadas.

"É uma honra poder estar recebendo este troféu, é a 4ª vez, igualando meu número de medalhas olímpicas. Queria agradecer ao COB pelo apoio que sempre dá à equipe da canoa", falou Isaquias, antes de citar treinadores que o ajudaram nos últimos anos e também lembrar do Flamengo, clube onde treina.

No prêmio "Atleta da Torcida", votação popular que tinha 20 esportistas entre os indicados, a vencedora foi Fernanda Garay (vôlei), que teve 41,52% dos quase 400 mil votos.

"Estou muito feliz porque além de estar representando o meu esporte, ganhei este prêmio que vem da torcida. Amanhã, os grupos não vão amanhecer do mesmo jeito, a campanha foi forte! Encerro de fato, hoje, o meu ano esportivo com a sensação de dever cumprido. Além de conquistar a medalha de prata em Tóquio, receber este troféu só demonstra que o caminho foi traçado de uma maneira muito correta", disse ela.

Já o "Troféu Inspire", que premiou a atleta "com a mais bela trajetória da temporada", teve Rayssa Leal como vencedora. A skatista, no entanto, não conseguiu marcar presença no evento e deixou um recado virtual agradecendo à vitória —ela foi substituída pelo animado mascote Ginga.

A ex-jogadora de basquete Janeth Arcain recebeu o troféu Adhemar Ferreira que homenageia atletas e ex-atletas que representem os valores olímpicos.

Esporte