PUBLICIDADE
Topo

Esporte

OPINIÃO

Texto em que o autor apresenta e defende suas ideias e opiniões, a partir da interpretação de fatos e dados.

Demétrio Vecchioli: "Pâmela Rosa ainda é a melhor skatista do Brasil"

Colaboração para o UOL, em São Paulo

16/11/2021 13h19

Pâmela Rosa se tornou bicampeã do mundo de skate no último fim de semana, ao conquistar a Super Coroa da Street League, disputada na Flórida (EUA). Para chegar ao bi mundial, a paulista de 22 anos superou na final a compatriota e vice-campeã olímpica Rayssa Leal, que ficou com a segunda posição numa dobradinha brasileira.

No UOL News Esporte, Demétrio Vecchioli afirma que, apesar de Rayssa Leal ter se tornado um fenômeno mundial após as Olimpíadas e conquistado as duas etapas anteriores da SLS, Pâmela Rosa ainda é a melhor skatista street do Brasil.

"A fadinha [Rayssa] fez uma ótima prova, muito perto do que ela costuma fazer, com notas que levaram ela a duas vitórias nas últimas etapas, mas foi derrotada pela Pâmela, que a gente fala menos porque não teve o resultado esperado na Olimpíada. A Pâmela, para mim, é ainda a melhor skatista street do Brasil. Ela era a favorita para ganhar o ouro na Olimpíada, mas torceu o tornozelo faltando poucas semanas. Por causa disso ela competiu mal, e a gente ficou com a Rayssa como grande nome", avalia Demétrio.

O comentarista de esportes olímpicos também analisa o grande resultado no masculino do cearense Lucas Rabelo, que não era um dos favoritos mas acabou surpreendendo e ficando com o vice-campeonato mundial.

"O Lucas é diferente. Da Pâmela e da Rayssa a gente esperava grandes coisas. No masculino, nosso grande nome era Kelvin Hoefler, que ficou com a prata nas Olimpíadas. O Lucas Rabelo tinha resultados bem aquém do que estamos acostumados, não era um cara do topo. Aí ele vai lá e ganha a medalha de prata. Não era o cara que se esperava ganhar medalha, mas chegou e ganhou. É um nome que a gente precisa ficar ligado e acompanhar no esporte brasileiro", conclui Demétrio.

** Este texto não reflete, necessariamente, a opinião do UOL

Esporte