PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Zinho ficou 'p*' com apelido de enceradeira: 'Se alguém chora, não é legal'

Zinho foi convidado do podcast Flow Sport Club - Reprodução/YouTube
Zinho foi convidado do podcast Flow Sport Club Imagem: Reprodução/YouTube

Do UOL, em São Paulo

21/10/2021 15h33

Zinho revelou ter ficado chateado por ter recebido o apelido do "enceradeira" durante a Copa do Mundo de 1994. O ex-jogador esteve no 'Flow Sport Club' e afirmou que seu maior problema na época não foram os comentários da torcida, mas sim as piadas que o programa 'Casseta e Planeta' fazia com o apelido.

"Eu nem sabia que era chamado de enceradeira. Lá não chegava nada, eu tava com a cabeça na seleção, né? Meu foco era representar meu país. Mas aí, quando eu voltei para o Brasil e vi que meu pai tinha sofrido, minha irmã tinha sofrido... Eu acho que o humor é legal quando todo muito ri. Se alguém chora, já não é legal", declarou Zinho.

O apelido, usado até por Galvão Bueno durante as transmissões do mundial de 1994, nasceu porque o então jogador ficava muito com a bola, algo que o próprio Zinho admitiu: "Mas era só meu jeito de jogar".

"O cara está lá, tentando trabalhar, tentando ganhar título. E vem alguém tirar sarro. 'Ah, mas é brincadeira', tu quer que alguém faça o mesmo com você?".

Apesar da mágoa, o agora comentarista disse que o título compensou o incômodo pelo apelido: "Com os caras [do Casseta e Planeta] eu falei, fiquei puto, mas depois passou. O título faz tudo valer a pena, né", finalizou.

Futebol