PUBLICIDADE
Topo

Bahia

Bahia anuncia Dado Cavalcanti para lugar de Mano Menezes

Bahia anuncia Dado Cavalcanti para lugar de Mano Menezes - Divulgação/Bahia
Bahia anuncia Dado Cavalcanti para lugar de Mano Menezes Imagem: Divulgação/Bahia

Do UOL, em São Paulo

21/12/2020 17h17Atualizada em 21/12/2020 19h01

O Bahia anunciou a chegada do técnico Dado Cavalcanti para o lugar de Mano Menezes, demitido após a derrota para o Flamengo e a confusão de um suposto racismo contra o meia Gerson, do time carioca.

A saída de Mano foi anunciada ontem nas redes sociais. "O Esporte Clube Bahia comunica que Mano Menezes não é mais o técnico do Esquadrão", comunicou o clube em seu perfil oficial no Twitter.

O Bahia ocupa o 16º lugar do Campeonato Brasileiro com 28 pontos, o primeiro time fora da zona de rebaixamento, mesma pontuação do Vasco, 17º colocado.

Antes de chegar ao Bahia, Dado Cavalcanti, de 39 anos, treinou times como Paraná, Coritiba, Ponte Preta, Ceará, Paysandu e Ferroviária. Ele foi campeão paraense em 2016 e da Copa Verde em 2016 e 2018, todos no comando do Paysandu.

Saída de Mano Menezes

No Twitter, o treinador falou sobre a demissão: "Comunicamos que Mano Menezes não é mais o técnico do Bahia. Foi o entendimento dos dois lados, compreendendo em conjunto que era hora de interromper os trabalhos".

Na manhã de hoje, o Bahia postou em seu Twitter o afastamento do jogador Indio Ramírez, acusado de racismo pelo Gerson do Flamengo, durante a partida da 26ª rodada do Campeonato Brasileiro.

Após o jogo, o volante do time carioca deu um depoimento forte, acusando o colombiano Índio Ramírez, da equipe adversária, de uma ofensa racista. O camisa 8 também cobrou respeito do técnico adversário, Mano Menezes, que, segundo ele, teria minimizado o incidente.

"O Ramírez, quando a gente tomou o segundo gol, não me lembro, reclamou do Bruno [Henrique]. E ele falou bem assim para mim: 'Cala a boca, negro'. Isso eu nunca sofri, em toda a minha carreira profissional, e não aceito. Não aceito. E o Mano, o Mano precisa respeitar", desabafou o jogador ao "Premiere".

Bahia