PUBLICIDADE
Topo

Braz se torna o 9º brasileiro com duas medalhas olímpicas no atletismo

Colaboração para o UOL, no Rio

03/08/2021 11h27

Thiago Braz conquistou a medalha de bronze no salto com vara nos Jogos Olímpicos de Tóquio, nesta terça-feira (3), e se tornou o nono brasileiro a conseguir duas medalhas no atletismo. Na edição do Rio de Janeiro, em 2016, ele havia alcançado o ouro da modalidade.

Na capital japonesa, Armand Duplantis, da Suécia, confirmou o favoritismo e foi o grande vencedor, e Christopher Nilsen, dos Estados Unidos, ficou com a prata. Com o pódio, Braz igualou feitos de nomes como Adhemar Ferreira da Silva, Joaquim Cruz e João do Pulo, históricos no atletismo brasileiro.

Adhemar é o único da seleta lista com dois ouros. Ele chegou ao lugar mais alto do pódio no salto triplo nas Olimpíadas de Helsinque, em 1952, e Melbourne, em 1956.

Joaquim Cruz, por sua vez, foi campeão dos 800m em Los Angeles, 1984, e prata em Seul, em 1988. Nelson Prudêncio, do salto triplo, foi prata em 1968, nos Jogos da Cidade do México, e bronze na edição seguinte, em Munique.

André Domingos e Edson Luciano têm um bronze em Atlanta-1996 e uma prata em Sydney-2000, no revezamento 4x100 metros rasos. ídolo do esporte brasileiro, João do Pulo tem dois bronzes olímpicos, em Montreal-1976, e Moscou-1980.

Além dos citados pelo perfil do "Time Brasil" no Twitter, outro atleta brasileiro ganhou duas medalhas no atletismo e não foi lembrado na postagem na rede social: Robson Caetano. Foram duas medalhas de bronze para o atleta, sendo uma nos 200 metros rasos em Seul-1988 e outra no revezamento 4x100 metros em Atlanta-1996.

Errata: o texto foi atualizado
Thiago Braz se tornou o 9º brasileiro a conseguir duas medalhas olímpicas no atletismo, não o 8º, como informou o perfil do Time Brasil ao esquecer de citar Robson Caetano. Tanto o texto quanto a chamada da matéria estavam erradas e foram corrigidas.