PUBLICIDADE
Topo

Ana Marcela diz que rivais teriam que "nadar muito para tirar o ouro"

Do UOL, em Tóquio

03/08/2021 20h52

Após conquistar a primeira colocação na maratona aquática dos Jogos Olímpicos de Tóquio, Ana Marcela Cunha deixou claro toda sua confiança. Emocionada, ela lembrou que está em sua melhor forma e que uma edição recente do Mundial, em Kazan, na Rússia, já a deixava convicta de que seria campeã olímpica.

Após fazer 1h59min30s8, Ana Marcela falou como uma verdadeira campeã. Ela disputou a primeira Olimpíada em 2008, em Pequim, e ficou de fora da seguinte, em Londres, em 2012. No Rio, em 2016, foi mal e terminou em 10º. Agora, a volta por cima.

"Falei com o Fernando [técnico] que depois das séries que vinha fazendo teria que nadar muito para tirar o ouro de mim. Sabia que estava muito preparada. Sabia que estava melhor que em Kazan, onde deitei e rolei. Queria fazer minha prova. Estou feliz fazendo o que amo", disse Ana Marcela.

"O que posso dizer é 'acreditem nos seus sonhos e deem tudo de si'. Queria agradecer meu clube, meus pais e minha namorada. Eu acreditei nisso. Sonhava muito com medalha, mas ia ter gostinho ser campeão olímpica. Estou muito feliz. Todos os brasileiros que ganharam (medalhas em Tóquio) foram um incentivo muito grande. Fernando Scheffer e Bruno Fratus principalmente, por serem da natação. Deixei escapar por algumas vezes, mas hoje eu consegui", disse.