PUBLICIDADE
Topo

Esporte

Diego Hypolito faz desabafo sobre falta de incentivo a atletas brasileiros

Diego Hypolito exibe medalha de prata conquistada no exercício de solo nas Olimpíadas do Rio - Reuters
Diego Hypolito exibe medalha de prata conquistada no exercício de solo nas Olimpíadas do Rio Imagem: Reuters

Do UOL, em São Paulo

19/02/2019 19h00

Atual vice-campeão olímpico no solo, Diego Hypolito fez um desabafo sobre a falta de incentivo que atletas sofrem no Brasil. Na tarde de hoje, ele usou sua conta pessoal no Instagram para fazer seu relato e colocou em dúvida seu futuro na ginática artística.

"Infelizmente, vivemos em um país que não valoriza uma vida de dedicação. Patrocínio? Pior que a falta de incentivo financeiro é a falta de respeito. Ser atleta no Brasil é ser mais que herói", escreveu o ginasta.

Ele ainda completou: "Nos últimos dois anos, passei por uma cirurgia na coluna bastante delicada, tive síndrome do pânico, crises de ansiedade e aí se foram quase dois anos sem entrar em aviões ou qualquer outro lugar que me desse sensação de enclausuramento, o que me tirou do alto rendimento por algum tempo. Não tenho vergonha nenhuma de expor essas questões, mas tenho muita vergonha de passar por situações em um país que pouco se importa com pessoas que trabalham duro! Tenho 69 medalhas em copas do mundo, 5 medalhas em mundiais e uma OLÍMPICA! Os inúmeros resultados conquistados pela minha irmã, pioneira e exemplo, não foram suficientes para que tivéssemos o devido respeito!".

Para encerrar o desabafo, o atleta deixou incerto seu futuro no esporte: "Não se trata aqui apenas de incentivo financeiro, mas de amor pelo que se faz e de quem sempre carregou os valores do esporte. Respeitar o próximo, torcer por todos, lutar e vencer sem precisar passar por cima de ninguém, afinal de contas o sol brilha para todos. Minha vontade de vencer é enorme, mas de onde tirar força?", questionou.

No começo do ano, Diego teve seu vínculo com a equipe de São Bernardo do Campo encerrado após passar meses sem receber salário e não contar com patrocínios.

Vocês podem imaginar quantas barreiras precisamos quebrar para chegar a ter os resultados que conquistamos?! Infelizmente vivemos em um país que não valoriza uma vida de dedicação! Patrocínio??? Pior que a falta de incentivo financeiro é a falta de respeito! Ser atleta no Brasil é ser mais que herói. Creio em Deus e só isso me fortalece! Nos últimos dois anos passei por uma cirurgia na coluna bastante delicada, tive síndrome do pânico, crises de ansiedade, e aí se foram quase dois anos sem entrar em aviões ou qualquer outro lugar que me desse sensação de enclausuramento, o que me tirou do alto rendimento por algum tempo. Não tenho vergonha nenhuma de expor essas questões, mas tenho muita vergonha de passar por situações em um país que pouco se importa com pessoas que trabalham duro! Tenho 69 medalhas em copas do mundo, 5 medalhas em mundiais e uma OLÍMPICA! Os inúmeros resultados conquistados pela minha irmã @danyhypolito, pioneira e exemplo, não foram suficientes para que tivéssemos o devido respeito! Não se trata aqui apenas de incentivo financeiro, mas de amor pelo que se faz e de quem sempre carregou os valores do esporte. Respeitar o próximo, torcer por todos, lutar e vencer sem precisar passar por cima de ninguém, afinal de contas o sol brilha pra todos! Minha vontade de vencer é enorme! Mas de onde tirar força ????

Vocês podem imaginar quantas barreiras precisamos quebrar para chegar a ter os resultados que conquistamos?! Infelizmente vivemos em um país que não valoriza uma vida de dedicação! Patrocínio??? Pior que a falta de incentivo financeiro é a falta de respeito! Ser atleta no Brasil é ser mais que herói. Creio em Deus e só isso me fortalece! Nos últimos dois anos passei por uma cirurgia na coluna bastante delicada, tive síndrome do pânico, crises de ansiedade, e aí se foram quase dois anos sem entrar em aviões ou qualquer outro lugar que me desse sensação de enclausuramento, o que me tirou do alto rendimento por algum tempo. Não tenho vergonha nenhuma de expor essas questões, mas tenho muita vergonha de passar por situações em um país que pouco se importa com pessoas que trabalham duro! Tenho 69 medalhas em copas do mundo, 5 medalhas em mundiais e uma OLÍMPICA! Os inúmeros resultados conquistados pela minha irmã @danyhypolito, pioneira e exemplo, não foram suficientes para que tivéssemos o devido respeito! Não se trata aqui apenas de incentivo financeiro, mas de amor pelo que se faz e de quem sempre carregou os valores do esporte. Respeitar o próximo, torcer por todos, lutar e vencer sem precisar passar por cima de ninguém, afinal de contas o sol brilha pra todos! Minha vontade de vencer é enorme! Mas de onde tirar força ????

Uma publicação compartilhada por Diego Hypolito (@diegohypolito) em

Esporte