PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Gabriel é apenas advertido pelo STJD e está liberado para defender o Corinthians contra a Chapecoense

26/10/2021 14h07


Julgado pela expulsão ocorrida logo após o apito final da partida que o Corinthians fez contra o América-MG, no dia 19 de setembro, o volante Gabriel foi apenas advertido pela Comissão Disciplinar do Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD), na manhã desta terça-feira, e está liberado para defender o Alvinegro diante da Chapecoense, na próxima segunda, às 21h30, na Neo Química Arena, no fechamento da 29ª rodada do Campeonato Brasileiro.

TABELA
> Veja classificação e simulador do Brasileirão-2021 clicando aqui

> Conheça o aplicativo de resultados do LANCE!

GALERIA
> Veja até quando vai o contrato de cada jogador do Corinthians

O atleta havia sido denunciado no artigo 258 do Código Brasileiro de Justiça Desportiva (CBJD), que fala em "assumir qualquer conduta contrária à disciplina ou à ética desportiva" e prevê pena de uma a seis partidas de suspensão.

Gabriel foi expulso logo após o duelo com a equipe mineira por ter reclamado de forma acintosa com o árbitro Savio Pereira Sampaio, com o qual ficou furioso pelo fato de receber um terceiro cartão amarelo que já o estava deixando fora do clássico contra o Palmeiras, pela 22ª rodada do Brasileirão.

Pela sua reclamação, na qual protestou contra o árbitro com o dedo em riste, Gabriel acabou sendo expulso e assim ficou suspenso também do duelo seguinte do Timão na competição, diante do Bragantino, em Bragança Paulista. E agora ele corria o risco de pegar um gancho no julgamento desta terça, mas recebeu só uma advertência do STJD e está garantido contra a Chapecoense.

Na súmula daquela partida com o América-MG, que terminou empatada por 1 a 1, na Neo Química Arena, Savio Pereira Sampaio relatou que o volante proferiu as seguintes palavras em direção a ele, com o dedo em riste: "Você me tirou da p... do próximo jogo, c...". E o juiz qualificou a atitude como ofensa.

No julgamento desta terça-feira, porém, o advogado João Zanforlin, que defendeu o atleta, rebateu o posicionamento do árbitro e depois teve sucesso ao ver o jogador ser somente advertido pela Comissão Disciplinar do STJD. A decisão, em primeira instância, ainda está sujeita a ser analisada em recurso.

- Não existe aqui qualquer ofensa. Existe um desabafo do jogador que deu um azar terrível. Ele (Gabriel) tomou o segundo cartão amarelo (na partida), já estava suspenso, e no final da partida ele se dirigiu e em desabafo falou aquilo. Com todo respeito, a defesa vem pedir a absolvição - disse Zanforlin durante o julgamento, no qual o relator Diogo de Azevedo Maia aceitou esta solicitação.

- Concordo totalmente. As palavras do atleta foram desabafos por ter tomado cartão já no final da partida, mas não vi nenhum desrespeito. As palavras que foram ditas são corriqueiras no futebol. Ele reclamou com o árbitro, mas não foi ofensivo, não foi desrespeito. Achei também exagero o árbitro dizer que se sentiu ofendido, porque um árbitro que se sente ofendido com essas palavras não pode apitar - afirmou o relator ao dar seu voto para absolver o atleta.

Já o auditor Carlos Eduardo Pontes divergiu de Diogo Maia, mas aplicou a pena mínima de um jogo, que foi convertida em advertência, por entender que o dedo em riste de Gabriel foi um gesto desrespeitoso, ainda que as palavras não tenham sido. O auditor Iuri Engel e o presidente do STJD, Felipe Silva, acompanharam a divergência, enquanto o auditor Washington Rodrigues teve o mesmo entendimento do relator que absolveu o jogador corintiano.

SEQUÊNCIA IMPORTÂNCIA NO TIME GARANTIDA


Liberado para enfrentar a Chapecoense, Gabriel havia perdido a titularidade para Cantillo no meio-campo do Alvinegro, no qual o colombiano conseguiu aproveitar bem a suspensão do companheiro para se firmar na equipe. Porem, o volante recuperou a posição no time a partir do confronto do último domingo, contra o Inter, no Beira-Rio, onde o Alvinegro empatou por 2 a 2.

Com Gabriel à disposição, o Corinthians, atual sétimo colocado do Brasileirão vai iniciar com um treino na tarde desta terça-feira, no CT Joaquim Grava, a sua preparação para enfrentar a Chapecoense, a lanterna do torneio nacional.


Futebol