PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Após vitória sobre a Portuguesa, Fluminense chega a marca de dez jogos de invencibilidade

10/05/2021 16h08


Na tarde do último domingo, o Fluminense derrotou a Portuguesa por 3 a 1, no Maracanã, e garantiu vaga na final do Campeonato Carioca, contra o Flamengo. Com o resultado, o Tricolor das Laranjeiras alcançou a marca de dez jogos seguidos de invencibilidade. Nessas partidas, sete foram pelo Estadual (cinco vitórias e dois empates) e três pela Libertadores (uma vitória e dois empates).

> Relembre as campanhas do Fluminense na Libertadores

A última derrota da equipe comandada pelo técnico Roger Machado aconteceu há mais de um mês, no dia 26 de março, contra o Volta Redonda, na estreia dos titulares que voltavam de férias na temporada. Desde então, são seis vitórias e quatro empates, o que representa um aproveitamento de 73,33%.

A última sequência de dez partidas sem derrota do Fluminense havia sido entre os dias 16 de novembro de 2019 e 29 de janeiro de 2020. Na época, foram três empates (contra Atlético-MG, Avaí e Fortaleza) e sete vitórias (contra CSA, Palmeiras, Corinthians, Cabofriense, Portuguesa-RJ, Bangu e Flamengo). A sequência só foi interrompida no dia primeiro de fevereiro de 2020, na derrota contra o Boavista por 1 a 0.

- A avaliação do trabalho é positiva. Não apenas pelos resultados que nos levaram à final e que nos colocaram no primeiro lugar no grupo da Libertadores até o momento, mas porque faço parte de um grupo especial e de um clube especial, que trabalha com muita seriedade, buscando o melhor sempre. Isso que me deixa feliz de fazer parte desse projeto. De um clube onde fiz história e que continuo construindo história também - avaliou o treinador Roger Machado após a partida contra a Portuguesa.

> Veja a tabela da Libertadores de 2021

Agora, o Fluminense vira a chave e volta suas atenções para a disputa da Libertadores. Na liderança do Grupo D com cinco pontos, o Tricolor volta a campo nesta quarta-feira, às 21h, diante do Santa Fe (COL), no Maracanã.

Futebol