PUBLICIDADE
Topo

Futebol

PVC opina sobre Superliga europeia, recebe cutucada de internauta e dispara resposta atravessada

19/04/2021 10h07


O jornalista Paulo Vinicius Coelho, o PVC, disparou uma resposta ácida, pelo Twitter, neste domingo. Ao opinar sobre a criação de uma liga europeia com 12 grandes clubes, ele deixou críticas ao torneio e foi cutucado por um internauta. Paulo, se mostrou contrário ao regulamento apresentado, teve que escutar que receberia dinheiro também se aquela liga fosse para as TVs e respondeu.

+ Fim da Liga dos Campeões? Com PSG, Real e Chelsea, veja os próximos jogos

- Superliga da Europa com critério técnico que inclui Milan e Arsenal. Dois grupos de dez. Os três primeiros de cada grupo vão às quartas e esperam repescagem entre quartos e quintos colocados. (risos) Inventaram o Brasileirão da Europa (risos). Que é isso!? Chama o Nabi Abi Chedid - disparou PVC.

Na visão do jornalista, clubes como o rubro-negro de Milão e os Gunners não teriam o mesmo nível de disputa que Real Madrid, Juventus ou Liverpool. O projeto, que visa elevar as cotas de audiência televisiva e revolucionar o futebol europeu, por afastar Fifa e Uefa da organização, ainda gerou uma repercussão internacional impressionante.

Nos comentários, vários torcedores opinaram sobre a Superliga. Um deles, no entanto, resolveu alfinetar o jornalista.


- E (os clubes) vão lucrar muito. E você vai comentar os jogos - disse o internauta. PVC não se aguentou.

- Se Deus quiser, vou comentar. Se bobear, morando em Portugal... - digitou.

Até o momento, os participantes da nova Liga são Arsenal, Chelsea, Liverpool, Manchester City, Manchester United e Tottenham, pelo Big Six inglês. Na Espanha, Atlético de Madrid, Barcelona e Real Madrid fazem parte da cúpula. Pela Itália, Inter de Milão, Juventus e Milan concluem o grupo. Outros três clubes são aguardados para dar início ao torneio.

O molde do torneio giraria em torno de 20 clubes, dentre os quais 15 são os fundadores. As partidas ocorreriam nos meios de semana e as equipes seguiriam participando de seus campeonatos nacionais, conforme o calendário tradicional. Em um modelo parecido com o da NBA, os grupos seriam divididos em dois, cada um com 10 integrantes, dentre os quais três avançariam diretamente as quartas de final.

Os clubes que terminarem a primeira fase em quarto e quinto de seus grupos, disputarão entre si, em dois jogos, quem assume as vagas restantes. Assim como na Liga dos Campeões, os confrontos pela fase inicial e playoffs seriam de ida e volta. A final, todavia, será disputada em jogo único e local neutro.

As decisões pelo começo "assim que possível" da liga tem como iniciativa elevar o patamar do futebol europeu. Segundo os criadores, guiados pelo presidente do Real Madrid, Florentino Pérez, é que se monte uma das competições mais fortes já vista nos últimos anos e que exploda com a arrecadação televisiva.

Futebol