PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Gaviões explica plano de ajuda financeira e Corinthians prefere projeto diferente de 'vaquinha'

08/04/2021 17h09


Representantes da Gaviões da Fiel e José Colagrossi Neto, superintendente de marketing, comunicação e inovação do Corinthians se reuniram na última quarta-feira, e conversaram sobre o plano da organizada de criar uma vaquinha para ajudar o clube a pagar a dívida da Neo Química Arena. Embora as partes tenham se aproximado, a tendência é que o auxílio dos torcedores não venha desse método, mas sim de outros planos que serão discutidos.

TABELA
> Veja classificação e simulador do Paulistão-2021 clicando aqui

GALERIA
> Saiba quais jogadores do Corinthians que mais participaram de gols em 2021

De acordo com a apuração da reportagem do LANCE!, a reunião foi considerada positiva e foi mais um passo de aproximação da Gaviões com a atual gestão, já que anteriormente a uniformizada já havia se encontrado com o presidente Duílio Monteiro Alves. O diálogo abre caminho para outras discussões e até mesmo para pacificar os bastidores do Alvinegro.

Ainda na noite da última quarta-feira, a organizada corintiana divulgou em seu site os planos que tem para ajudar o Corinthians a pagar a dívida da Neo Química Arena, que atualmente está na casa dos R$ 530 milhões junto a Caixa Econômica Federal. A torcida fala na comercialização de um produto para gerar receita ou na criação de um "vaquinha" virtual, além de estudar qualquer forma proposta ou pelo clube ou por torcedores interessados em auxiliar.

Da parte do clube, a uniformizada gostaria de "ter transparência sobre o real valor da dívida da Arena, uma empresa independente para auditar e fiscalizar todo o processo, que o dinheiro seja direcionado para uma conta específica com a Caixa, ter uma página online de transparência dedicado para que todos os torcedores possam saber o status do projeto/ação e o acompanhamento e gestão por corintianos notáveis e reconhecidos em sua área de atuação".

- Mesmo após muita repercussão em redes sociais e na imprensa, o assunto continuou sendo estudado por parte da comissão, que tem analisado as diversas ações que podem ser realizadas para que o clube consiga quitar a curto prazo a Arena - diz o comunicado da Gaviões.

Ainda que o Corinthians tenha visto com bons olhos a proposta da torcida, o que deve acontecer não é uma "vaquinha", já que o clube prefere algo que gere uma contrapartida para o torcedor, uma recompensa para quem ajudar. Além disso, a "engenharia" para viabilizar o método da chamada "vaquinha" não é fácil e poderia envolver a Caixa, parte interessada no processo.

Dessa forma, a alternativa vista como mais viável é a de comercialização de produtos, além do desenvolvimento de trabalhos conjuntos de marketing em busca de geração de receitas de olho no pagamento exclusivo da dívida da Arena. Nada ainda está fechado e será discutido em outros encontros entre as partes. Fato é que as conversas avançaram e algo deve sair do papel.

Confira o comunicado divulgado pela Gaviões da Fiel:

"Em junho de 2020, foi levantada uma discussão entre os membros da comissão interna formada por sócios dos Gaviões da Fiel (a implementação da comissão foi feita com fundamento no artigo 16º, inciso IX, do estatuto da entidade) de que forma a Fiel Torcida poderia ajudar o clube a quitar a dívida do estádio, entre elas, os projetos que ficaram em evidência foram a "vaquinha virtual" e a comercialização de um produto específico que teria seu lucro destinado ao pagamento dessa dívida. Mesmo após muita repercussão em redes sociais e na imprensa, o assunto continuou sendo estudado por parte da comissão, que tem analisado as diversas ações que podem ser realizadas para que o clube consiga quitar a curto prazo a Arena.

Até o momento não há nenhum projeto estruturado e/ou formalizado por parte dos Gaviões da Fiel, pois ainda há muitas questões que precisam ser aprofundadas, como o contrato entre Corinthians x Caixa / Corinthians x Neo Química, entre outros fatores.

Por conta da pandemia, a comissão dos Gaviões não conseguiu se reunir com os responsáveis para ter acesso às informações necessárias para seguir com a construção do projeto. O que os Gaviões da Fiel têm discutido internamente são as premissas para que uma ação de grande proporção como essa possa acontecer na prática, como por exemplo:

- Ter o valor real da dívida da Arena oficializado;

- Ter uma empresa independente para auditar e fiscalizar todo o processo;

- Que o dinheiro seja direcionado para uma conta específica com a Caixa;

- Ter uma página online de transparência dedicado para que todos os torcedores possam acompanhar o status do projeto/ação;

- Acompanhamento e gestão do projeto por corinthianos notáveis e reconhecidos em sua área de atuação.

Ao longo dos últimos meses, temos buscado ouvir diversas fontes sobre o tema, entre elas, a nova diretoria do Clube, que após reunião realizada nesta semana, já se posicionou de forma positiva e aceitou participar de uma ação conjunta com a Torcida por meio de um projeto que seja viável ao que estamos buscando.

Por fim, gostaríamos de reafirmar que o projeto está direcionado no pagamento da dívida do estádio e não nas demais dívidas do clube - como foi noticiado pelos canais de imprensa.

Além disso, qualquer projeto que entendemos ser um caminho viável para ajudar o Clube a pagar a Arena, contará com o envolvimento e participação dos torcedores por meio de uma consulta pública, aprovação do Conselho Deliberativo da nossa entidade e demais envolvidos no processo.

E lembrem-se que continuaremos abertos para receber qualquer ideia construtiva seja de sócio ou não dos Gaviões da Fiel, pois o nosso maior objetivo é ver o Corinthians forte dentro e fora de campo"

Futebol