PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Pressionado no cargo, Diniz completa 1 ano como treinador do São Paulo

26/09/2020 08h00

O técnico Fernando Diniz completa neste sábado um ano no comando do São Paulo. Em meio a altos e baixos e lidando com a pressão externa, o treinador alcança o número expressivo de 365 dias à frente do Tricolor justamente quando a equipe tem um duelo de extrema importância, contra o Internacional, pela 12ª rodada do Campeonato Brasileiro.

TABELA

>Veja a classificação do Brasileiro

>Confira a classificação da fase de grupos da Copa Libertadores

Contratado com a missão de reformular o futebol do São Paulo e integrar os jovens jogadores das categorias de base no CT da Barra Funda, Diniz é o primeiro técnico a completar a marca desde Muricy Ramalho, em 2015. De lá para cá, nomes como Juan Carlos Osorio, Edgardo Bauza, Rogério Ceni e Cuca passaram pelo Tricolor, mas todos sem o devido sucesso.

Até aqui, Fernando Diniz conseguiu a sexta colocação no Campeonato Brasileiro do ano passado, levou o clube até as quartas de final do Paulistão deste ano, e vive um momento delicado na Copa Libertadores. A campanha no Brasileirão 2020 é regular e a equipe está na terceira colocação na tabela.

Desde sua estreia, contra o Flamengo, no Maracanã, Diniz comandou o Tricolor do Morumbi em 44 oportunidades, com 20 vitórias, 11 empates e 13 derrotas, sendo 58 gols marcados e 48 gols sofridos. O retrospecto geral é de 54,5% de aproveitamento pontos disputados.

Embora a data seja festiva para o treinador do São Paulo, o momento não é dos melhores. A equipe foi recebida com protestos na tarde da última sexta, quando embarcou para Porto Alegre, e os torcedores organizados pediram a demissão do treinador. A diretoria de futebol segue mantendo o respaldo ao trabalho do comandante, mas os dois próximos jogos podem ser decisivos para o Tricolor.

Isto porque, neste sábado, às 19h, o São Paulo tem um confronto direto pela liderança do Campeonato Brasileiro. O Internacional é o vice-líder do torneio, com 20 pontos ganhos, enquanto a equipe do Morumbi é a terceira, com 18. O líder Atlético-MG tem 21 e joga também nesta noite, contra o Grêmio.

Na quarta, o Tricolor decide sua permanência na Copa Libertadores em Buenos Aires, contra o River Plate. Se perder na Argentina, o São Paulo de Fernando Diniz estará eliminado da competição continental ainda na fase de grupos e com uma rodada de antecedência. O empate mantém a equipe viva no torneio, mas com remotas chances de chegar ao mata-mata.

Futebol