PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Cuca admite que o Santos poderia evitar sofrimento contra o Delfin, mas afirma: 'Importante é a vitória'

25/09/2020 02h11

O Santos venceu o Delfin (EQU) por 2 a 1, nesta quinta-feira (24), pela quarta rodada do grupo G da Conmebol Libertadores, no estádio Jocay, em Manta, mas se complicou no segundo tempo e quase deixou o resultado escapar, quando sofreu o empate aos 29 minutos do segundo tempo, mesmo com um jogador a mais durante toda etapa final.

Em entrevista coletiva virtual, após o fim da partida, o técnico Cuca admitiu que o sofrimento nos minutos finais poderia ser evitado, mas destacou os três pontos conquistados fora de casa como sendo o principal.

- Importante de hoje é a vitória. Jogo muito bem jogado dentro do possível, mas poderíamos ter aproveitado as chances. Não precisávamos sofrer - afirmou o técnico.

A avaliação do professor quanto ao desempenho dos seus comandados foi positiva, embora a ressalva sobre o poder de fogo. Cuca entende que o time santista poderia aproveitar algumas oportunidades de gol que acabaram sendo desperdiçadas.

- Jogo muito bem jogado dentro do possível, mas poderíamos ter aproveitado as chances. Não precisávamos sofrer - disse o comandante do Peixe.

Marinho e Jean Mota marcaram os gols santistas, com Rojas anotando o único tento dos equatorianos. Com vitória longe dos seus domínios, o Santos segue na liderança da sua chave, com 10 pontos, e invicto. Um empate contra o Olimpia (PAR), na próxima quinta-feira (02), fora de casa, já garante o Alvinegro nas oitavas de final da competição sul-americana.

Futebol