PUBLICIDADE
Topo

Cenário muda e Corinthians pode devolver Yony González ao Benfica

13/07/2020 18h34

A curta passagem de Yony González pelo Corinthians pode estar próxima do fim. Isso porque o seu contrato de empréstimo com o clube se encerrou no último dia 30 de junho e, diferentemente do que havia sido dito nos últimos tempos, a compra não é obrigatória e será reavaliada por dirigentes e comissão técnica do Timão. A situação foi revelada pelo GloboEsporte.com.

Em entrevista ao GE, Duílio Monteiro Alves, diretor de futebol corintiano, afirmou que a decisão sobre devolver ou não o colombiano ao Benfica-POR (clube que detém seus direitos econômicos) deve ser tomada ainda nesta semana. Caso o atacante permaneça, assinará novo contrato até o fim de 2023.

- Estamos numa fase de reavaliação técnica, repensando sobre isso. Em dois ou três dias teremos a resposta - disse o dirigente.

Segundo o LANCE! apurou, Yony tem a aprovação de Tiago Nunes, que conta com o atacante para o elenco para o restante da temporada. A expectativa era de que ele, inclusive, fosse titular no Dérbi do dia 22, caso sua situação fosse resolvida. Se decidir ficar com o atleta, o Corinthians terá de pagar 2,8 milhões de euros (R$ 17,1 milhões na cotação atual), valor que seria abatido da venda de Pedrinho ao Benfica-POR, que foi de 20 milhões de euros (R$ 122,5 milhões).

Recentemente, após o agente do jogador revelar a possibilidade de não continuar no Corinthians, Duílio Monteiro Alves veio a público dizer que a informação não procedia, pois a compra era obrigatória após o empréstimo. Acontece que entre as cláusulas para isso, está uma meta de jogos pelo Timão, o que não ocorreu por conta da parada pela pandemia de coronavírus.

- Eu tinha dado entrevistas dizendo que tínhamos a obrigação de compra, mas por conta da pandemia ele fez só quatro jogos. Ninguém imaginava que ele não faria cinco jogos em seis meses. Hoje, passou a ser uma opção não comprar o jogador. Estamos conversando com a comissão e com o Benfica. A decisão será rápida - explicou Duílio ao GloboEsporte.com.

Com a possibilidade de não haver a compra por conta de o jogador ter feito apenas quatro jogos até aqui, e com a explosão do valor do euro desde a chegada de Yony, a tendência é que aconteça a devolução ao Benfica. Vale lembrar que o Corinthians passa por uma grave crise financeira, tem três meses de salários atrasados para o elenco e perdeu receitas na pandemia.

Atualmente, para a posição do colombiano, o Timão também conta com Everaldo, Janderson e Matheus Davó. No início da temporada, o clube chegou a tentar outros nomes para como Michael (ex-Goiás), que foi para o Flamengo, e Rony (ex-Athletico-PR), que foi para o Palmeiras. Se a saída foi concretizada, reforçará a carência de uma peça para atuar pelos lados do campo.

Futebol