PUBLICIDADE
Topo
Comprar ingresso
Comprar ingresso

Para Sheik, Palmeiras não respeitou o Corinthians na final do Paulista 2018

Jogadores de Palmeiras e Corinthians reclamam de arbitragem em final do Campeonato Paulista de 2018 - THIAGO BERNARDES/FRAMEPHOTO//ESTADÃO CONTEÚDO
Jogadores de Palmeiras e Corinthians reclamam de arbitragem em final do Campeonato Paulista de 2018 Imagem: THIAGO BERNARDES/FRAMEPHOTO//ESTADÃO CONTEÚDO

26/05/2020 18h31

Algumas discussões de momentos da história do futebol parecem não ter fim e uma delas é a final do Campeonato Paulista de 2018, entre Corinthians e Palmeiras. Emerson Sheik, campeão pelo Timão naquele ano, relembrou a decisão e polêmico, como sempre, disse acreditar que o rival não teve respeito pelo adversário e pareceu comemorar o título antes de entrar em campo.

Em live promovida pela FPF, na última segunda-feira, Sheik, ao lado de Danilo e Fábio Carille, relembraram a final estadual realizada há dois anos, que foi decida nos pênaltis, cercada de polêmicas que sobrevivem até hoje. Na visão do atacante, já aposentado dos gramados, os palmeirenses não tiveram humildade em relação aos corintianos após terem vencido o primeiro jogo (1 a 0), na Arena. Na volta, no Allianz Parque, vitória dos visitantes por 1 a 0.

"Por vezes, e no futebol tem isso, o respeito é muito importante, o respeito, a humildade. O Palmeiras era o favorito ao título? Eu, sinceramente, acho que era, porque levou uma vantagem, diante de sua torcida, com um time muito caro, era o favorito, só que a humildade e os 90 minutos, eles esqueceram, principalmente porque estavam jogando contra uma camisa que tem uma história linda, inclusive dentro dessa competição, que é o Paulistão. Acho que o Corinthians deveria ter sido mais respeitado pelo Palmeiras, que inclusive, parece, a gente não tem como provar isso, parece que tinham preparado uma festa. Não estou criando polêmica em relação ao Palmeiras, diria isso em relação a qualquer outro clube, inclusive do Corinthians, não se comemora antes. Você joga, ganha, e depois se comemora", afirmou Sheik.

Na mesma live, o ex-atacante contou o porquê daquele título ter sido importante em sua carreira. Além de ser o último como profissional, foi aquele que encerrou um ciclo planejado desde novembro do ano anterior, quando Fábio Carille foi até a casa do atleta e articulou sua volta ao Corinthians, após passagem pela Ponte Preta. Tudo aconteceu como Sheik programou.

"Foi importante ganhar o Paulista, porque praticamente todos os jogos o Fábio me usava, eu entrava em quase todos os jogos, tive uma participação muito grande, colaborei, com isso veio o pedido para ficar até o final do ano, com a performance no Paulista eu ganhei o convite até o final da temporada jogando, e foi extremamente importante, porque todos os meus planos deram certo, ou seja, voltar para o clube que eu amo, que eu me identifico, disputar um Paulista, que é o maior regional do nosso país, ganhar, e encerrar a carreira. Só que a pedido do professor Fábio Carille, eu fiquei até o final do ano."

Sheik encerrou a carreira no final daquele ano, após um segundo semestre bastante complicado, como ele mesmo classificou na live. No ano seguinte, foi convidado para ser o coordenador do departamento de futebol do clube, porém acabou deixando o cargo com apenas 10 meses de trabalho.

Corinthians