Topo

Futebol


Favorito à vaga de Dudu, Zé Rafael reencontra rival de seu melhor jogo

18/09/2019 08h00

Mano Menezes ainda não definiu quem substituirá Dudu, suspenso por acúmulo de cartões amarelos, neste domingo, contra o Fortaleza, no Ceará. Entre os principais candidatos, Zé Rafael sai na frente, teoricamente, por ter sido mais utilizado pelo técnico do que os concorrentes. Caso seja escolhido, terá a chance de reencontrar o rival de sua melhor atuação pelo Palmeiras.

Na abertura do Campeonato Brasileiro, em 28 de abril, o camisa 8 saiu do banco, no Allianz Parque, ainda com oito minutos de partida, quando Ricardo Goulart precisou ser substituído. O ex-meia-atacante do Bahia foi o dono do jogo, com dois gols (os seus primeiros pelo clube) e uma assistência na vitória por 4 a 0. Não à toa, ganhou sequência de vez com o então técnico Luiz Felipe Scolari a partir dali.

Depois de poucas chances no Campeonato Paulista, Zé Rafael já tinha sido titular em dois jogos pela Libertadores, contra o colombiano Junior Barranquilla, no Allianz, e o Melgar, no Peru. Com a lesão de Ricardo Goulart, que acabou se despedindo do clube naquela partida - enquanto se recuperava de cirurgia no joelho direito, recebeu oferta para retornar ao Guangzhou Evergrande, da China -, ganhou sua maior sequência.

Depois da goleada sobre o Fortaleza, Zé Rafael jogou como titular em 13 partidas, e só não atuou quando diversos titulares foram poupados, contra o CSA, em Alagoas, pelo Brasileiro, e o Sampaio Corrêa, no Maranhão, pela Copa do Brasil. Nesse período, marcou mais dois gols, ambos pela Copa do Brasil e no Allianz Parque: nas vitórias por 2 a 0 sobre o Sampaio Corrêa e 1 a 0 diante do Inter, pelas quartas de final - o time caiu na volta, nos pênaltis.

Depois disso, Zé Rafael perdeu espaço quando caiu de rendimento com o time. Foi titular na derrota por 2 a 0 para o Ceará, em 20 de julho, em Fortaleza, e iniciou somente mais uma partida com Felipão no comando, no empate por 2 a 2 diante do Bahia, em 11 de agosto, no Allianz Parque.

Mas ganhou chance desde o início na estreia de Mano, na vitória por 2 a 1 sobre o Goiás, no último dia 7, em Goiânia. Foi substituído por conta de uma forte pancada na cabeça que acabou o tirando da partida seguinte, contra o Fluminense. Liberado pelos médicos, entrou no segundo tempo do 1 a 0 sobre o Cruzeiro, no sábado, em São Paulo.

Essas apostas recentes do novo técnico indicam Zé Rafael como favorito em uma disputa que tem Hyoran e Raphael Veiga como outros dos principais candidatos para a vaga de Dudu. O desempenho diante do mesmo Fortaleza, há quase cinco meses, também pode ser um ponto positivo para o camisa 8.

Mais Futebol