Topo

Futebol


Carille, aproveitamento positivo e boa relação: Barroca revê Corinthians

17/08/2019 09h00

Eduardo Barroca será um dos personagens centrais de uma das principais partidas na rodada do Campeonato Brasileiro. Neste sábado, Corinthians e Botafogo medem forças, às 17h, em Itaquera, em duelo válido pela 15ª rodada. No banco de reservas do Glorioso, estará uma presença recém-conhecida pelas pessoas no Parque São Jorge.

Antes de aceitar o convite para treinar o Botafogo, Eduardo Barroca foi comandante da equipe sub-20 do Corinthians. Em São Paulo, viu Osmar Loss, Jair Ventura e Fábio Carille serem os treinadores da equipe principal. Com o último, desenvolveu uma relação extracampo muito positivo. A partida deste sábado marcará o primeiro confronto entre os dois.

> CONFIRA A TABELA DO BRASILEIRÃO

A passagem de Eduardo Barroca pelo Corinthians foi muito positiva. Foram 50 jogos no comando da equipe, com 32 vitórias, 13 empates e cinco derrotas, o que representa um aproveitamento de 72,6%. Mesmo em pouco tempo no cargo, solidificou uma maneira de jogar, foi vice-campeão paulista, chegou às quartas de final da Copa São Paulo de Futebol Júnior e era visto como alguém com potencial para assumir o comando da equipe principal no futuro.

Após uma passagem pelo futebol da Arábia Saudita, Fábio Carille retornou ao Corinthians em dezembro. Logo, criou uma boa relação com Eduardo Barroca. Durante a realização da Copinha, no início de 2019, o atual técnico do Botafogo manteve conversas com o comandante do Timão. Eduardo Barroca comentou, em entrevista coletiva, sobre esta relação.

- O Fábio é um amigo do futebol, uma pessoa que admiro e respeito. É um cara que me espelho pelo caminho que ele traçou. A vida te dá oportunidades de sentir emoções. Eu tive isso quando enfrentei o Bahia, outro clube importante na minha vida, e vou ter essa oportunidade novamente contra o Corinthians. Cabe a gente trabalhar novamente para conseguir retribuir ao Botafogo essa oportunidade que estou tendo com a vitória - afirmou.

Mesmo sem ter conquistado títulos, Eduardo Barroca saiu do Corinthians com uma boa relação com praticamente todos os integrantes da diretoria e da comissão técnica. O sonho de ter uma chance para trabalhar em âmbito profissional fez com que o Timão não criasse barreiras para a sua liberação ao Botafogo. Internamente, a conduta do treinador sempre foi elogiada.

Em General Severiano, sua personalidade também é colocada em evidência. Além da boa relação com o elenco, Eduardo Barroca possui rescaldo da direção e, aos poucos, vai construindo o seu legado dentro do Estádio Nilton Santos. Com o conhecimento de muitos jogadores da base - muitos dos quais ele trabalhou junto no próprio Glorioso -, o treinador tem a chance de chegar ao G6 do Campeonato Brasileiro pela primeira vez, em caso de vitória.

Mais Futebol