Topo

Esporte


'Não tirar Adriano da depressão foi minha maior derrota', afirma Zanetti

Em 177 partidas com a Internazionale, Adriano marcou 74 gols e deu 21 assistências - AFP
Em 177 partidas com a Internazionale, Adriano marcou 74 gols e deu 21 assistências Imagem: AFP

18/02/2019 09h26

Javier Zanetti é um dos maiores ídolos da Internazionale. Com mais de 19 anos de clube, conviveu com grandes jogadores da história do futebol. Um deles foi Adriano Imperador. Em entrevista ao 'Tutto Mercato', o argentino relembrou a convivência com o brasileiro, principalmente no momento em que o atacante descobriu que sei pai havia morrido. Zanetti disse que nunca esqueceu a reação, que trata o jogador como um irmão mais novo e que a maior derrota de sua carreira vitoriosa foi não conseguir tirar Adriano da depressão.

Zanetti foi companheiro de Adriano na Inter - Valerio Pennicino/Getty Images
Zanetti foi companheiro de Adriano na Inter
Imagem: Valerio Pennicino/Getty Images

"Quando recebeu a chamada telefônica sobre a morte do seu pai, estávamos na concentração. Desligou o telefone e começou a gritar de uma forma que ninguém pode imaginar. Toda vez me arrepia. Desde esse dia, Massimo Moratti e eu o tratamos como um irmão mais novo. Ele continuou jogando futebol, marcando gols e os dedicando a seu pai, apontando para o céu. Mas depois daquela ligação, nada foi igual como antes. Não conseguimos tirar Adriano do túnel da depressão e essa foi a minha maior derrota, me senti impotente", disse o ex-capitão argentino

Adriano participou de 177 partidas com a camisa da Internazionale, com 74 gols marcados e 21 assistências. Sua força física, combinada com a técnica diante do gol, fez com que Córdoba, um dos grandes zagueiros do clube, dissesse que o brasileiro era uma mistura de Ronaldo com Ibrahimovic.

"Uma noite, Iván Córdoba dividiu a concentração com ele e disse para o Adriano que ele era uma mistura de Ronaldo com Ibrahimovic e perguntou se ele sabia que iria se transformar no melhor jogador do mundo. Eu disse a mim mesmo que havíamos encontrado o novo Ronaldo", finalizou

Mais Esporte