PUBLICIDADE
Topo

Esporte

Roger não vê Palmeiras relaxar e elogia 'baita jogo' de Lucas Lima

19/07/2018 23h15

Roger gostou da atuação do Palmeiras no Pacaembu, apesar do empate com o Santos. O técnico não considera que o time tenha relaxado no segundo tempo, quando perdeu chances de fazer o 2 a 0 e acabou sofrendo o gol de Gustavo Henrique. Lucas Lima, por seu "baita jogo", foi exaltado pelo chefe.

- Não concordo que foi relaxamento natural (que causou o empate). Afirmo que os adversários querem tirar a diferença no placar. Temos de analisar, obviamente, com os dados, mas o adversário vem mais para cima. Aí temos de ter capacidade de definir a partida. Não há relaxamento - disse o técnico.

- O jogo estava controlado e tivemos a oportunidade de ampliar o placar, mas não conseguimos matar o jogo. Naturalmente o Santos na busca do resultado teve mais a bola. O Santos conseguiu o gol oriundo de uma sequência de bola parada em que descuidamos do rebote. Conseguimos voltar bem após as mudanças, tivemos chances para definir. Fizemos um bom jogo, mas evidentemente poderia ser diferente pelo placar - analisou.

A primeira partida do Verdão depois da pausa para a Copa do Mundo contou com um novo esquema, com Willian saindo da posição de centroavante para abrir espaço aos três meias - Hyoran, Lucas Lima e Gustavo Scarpa. Foi assim que o camisa 20 entrou na área para abrir o placar contra seu ex-time. Já elogiado por Roger antes do clássico, o armador ouviu mais palavras de apoio.

- O Lucas fez um baita de um jogo, correu muito, deu ritmo ao time, pisou na área, e fez o que a gente sempre cobra do Lucas, ações em alta intensidade. O Lucas que a gente queria ver. Ele agora está suspenso, mas a gente quer ver o Lucas em alto nível, entre os 11 iniciais ou não, queremos ele assim - completou.

Lucas Lima recebeu o terceiro cartão amarelo e terá de cumprir suspensão automática contra o Atlético-MG, domingo, no Allianz Parque - Jailson, Moisés e Dudu voltam. Roger não considera que Gustavo Scarpa pode ser o substituto, atuando centralizado.

- A principal posição do Scarpa é pelo lado do campo, onde se sente bem. Hoje pelas mexidas ele foi para a esquerda, com a saída do Lucas centralizou. Eu tenho outros jogadores para a função (centralizado), o Moisés, o Hyoran é jogador de centro. O Scarpa foi bem no jogo, não se resumindo a jogar de lado, infiltrando nas costas do meio-campo do Santos, onde tem destreza para se movimentar. Ele se moveu bem, mas neste momento não o vejo começando como camisa 10, até porque ele está acostumado ao lado. Se precisar vamos avaliar - encerrou.

Esporte