PUBLICIDADE
Topo

Esporte

Hep7a! Corinthians empata com o Galo em jogo da taça na Arena

26/11/2017 19h01

Campeão, o Corinthians só cumpre tabela no Campeonato Brasileiro, mas o Atlético-MG se enganou se pensou que teria vida fácil na Arena. Em jogo de bom nível técnico, o empate por 2 a 2 permitiu ao Timão se despedir de casa de forma honrosa e com festa, inevitável diante da entrega da taça do heptacampeonato nacional. Já o Galo fica em nono, com 51 pontos, e vai para a última rodada precisando vencer e de uma combinação de resultados para conseguir vaga na Libertadores. Complicou.

E complicou porque do outro lado havia um adversário motivado mesmo com a taça já garantida. O Corinthians, que teve uma preparação muito leve, típica de campeão, durante a semana, jogou muito bem, obrigado. Teve o domínio das ações em boa parte do primeiro tempo, principalmente com Jadson, em tarde inspirada.

Já o Galo, precisando muito mais de um bom resultado, tinha marcação frouxa e falta de criatividade no ataque. Nem Robinho, nem Fred. O jeito foi contar com a bola parada do venezuelano Otero. E que bola parada. O meia-atacante cobrou falta aos 28 minutos e abriu o placar para os mineiros, sem chance a Cássio. Logo quando o Corinthians era melhor.

Era melhor e tinha Jadson. O meia voltou a jogar bem na reta final. Já havia entrado bem no jogo que garantiu o título contra o Fluminense. E foi de seus pés que saiu o gol de empate. Também em cobrança de falta, que mais parecia um cruzamento. A bola morreu nas redes.

No intervalo, Carille fez uma mudança que deixou o Corinthians ainda mais agressivo. Colocou Marquinhos Gabriel no lugar de Camacho e passou do 4-2-3-1 ao 4-1-4-1. Bingo! Em um de seus primeiros lances pela direita do ataque, aos 12 minutos, Marquinhos puxou para dentro e acertou o ângulo de Victor. Golaço! Sem chances.

A virada incendiou a Fiel em Itaquera, que não se cansa de comemorar o hepta. Desde antes do jogo, com um mosaico escrito "Hep7a", os corintianos sentiram o sabor da conquista. Mas havia um Otero do outro lado. Que venezuelano ousado...

Numa pressão depois do segundo gol do Corinthians, o atleticano passou a bombardear a área em bolas paradas. No primeiro escanteio, quase gol olímpico. No segundo, Fred mandou para as redes: 2 a 2, aos 19 minutos.

Nesse gol, fica a lição. Mais uma vez, o Corinthians sofreu um gol após cobrança de escanteio. A bola aérea defensiva precisará ser aperfeiçoada em 2018. Foi, de longe, o lado mais frágil do campeão em 2017.

Mas isso fica para 2018. Afinal, agora o torcedor só pensa em comemorar. E, com o apito final, a festa foi concluída. Teve mosaico, sinalizador, abraços, pulos e ela, a tão esperada e merecida taça! Já o Galo vai para a última rodada contra o Grêmio sem saber o que será do seu futuro em 2018. Nada de festa, que estava do outro lado em Itaquera.

FICHA TÉCNICA

CORINTHIANS 2 X 2 ATLÉTICO-MG

Local: Arena Corinthians, São Paulo (SP)

Data-Hora: 26/11/2017 - 17h

Árbitro: Wagner do Nascimento Magalhães (Fifa-RJ)

Auxiliares: Thiago Henrique Neto Correa Farinha (RJ) e Diogo Carvalho Silva (RJ)

Público/renda: 46.030 pagantes/R$ 2.892.594,00

Cartões amarelos: Maycon, Marquinhos Gabriel, Clayson e Camacho (COR), Marcos Rocha (AMG)

Cartões vermelhos: -

Gols: Otero (28'/1ºT) (0-1), Jadson (35'/1ºT) (1-1), Marquinhos Gabriel (12'/2ºT) (2-1), Fred (19'/2ºT) (2-2),

CORINTHIANS: Cássio; Fagner, Balbuena, Pedro Henrique e Guilherme Arana; Gabriel e Camacho (Marquinhos Gabriel, no intervalo); Jadson (Pedrinho, aos 39'/2ºT), Rodriguinho (Maycon, aos 32'/2ºT) e Clayson; Jô. Técnico: Fábio Carille.

ATLÉTICO-MG: Victor; Marcos Rocha, Leonardo Silva, Pedro Henrique e Fábio Santos; Yago, Elias, Valdivia (Luan, aos 14'/2ºT) e Otero (Rafael Moura, aos 42'/2ºT); Robinho e Fred (Cazares, aos 29'/2ºT). Técnico: Oswaldo de Oliveira.

Esporte