PUBLICIDADE
Topo

Esporte

Marcos Rocha confessa decepção por não ter sido convocado por Tite

Marcos Rocha é um dos destaques do Atlético-MG - Bruno Cantini/Clube Atlético Mineiro
Marcos Rocha é um dos destaques do Atlético-MG Imagem: Bruno Cantini/Clube Atlético Mineiro

23/08/2016 16h06

Com três jogadores (Otero, Pratto e Rafael Carioca) convocados para seleções que disputarão as eliminatórias para a Copa do Mundo de 2018, o Atlético-MG é o time no Brasil que mais sofrerá com baixas oriundas de convocações.

E a lista poderia ser maior já que os equatorianos Cazares e Erazo estão machucados e o goleiro Victor foi preterido por Tite. Além deles, quem também conviveu com a expectativa de ser convocado foi o lateral-direito Marcos Rocha, que afirmou estar chateado por não ter sido lembrado pelo treinador da Seleção Brasileira.

"Fui quatro vezes melhor do Brasil, mas não tive oportunidade. Eu fico tranquilo com o meu trabalho. Se a oportunidade vier eu vou ficar feliz, mas tenho que continuar fazendo o meu trabalho", desabafou.

O camisa 2 do alvinegro foi eleito o melhor lateral-direito do Campeonato Brasileiro em 2012, 2013,2014 e 2015. Neste período ajudou o Atlético-MG a conquistar a Libertadores de 2013, a Copa do Brasil e a Recopa em 2014, além da Flórida Cup este ano e três Campeonatos Mineiros (2012, 2013 e 2015).

Em 2012, ele foi convocado pela primeira e única vez para a Seleção, quando o treinador ainda era Mano Menezes, hoje técnico do rival Cruzeiro. Porém, ele ficou no banco de reservas dos dois jogos do Superclássico das Américas.

Esporte