Endrick revela que comemoração após 1° gol da virada sobre o Botafogo não o agradou: "Ficou feio para mim, expus meu time"

Endrick foi um dos símbolos do Palmeiras na arrancada pelo título do Campeonato Brasileiro de 2023. O jogador balançou a rede duas vezes na virada histórica por 4 a 3 sobre o Botafogo, um dos jogos que mudou o rumo da competição. Neste jogo, após marcar o primeiro gol, o camisa 9 pegou a bola no fundo do gol e comemorou pedindo para tocarem a bola nele.

O que para muitos foi uma expressão de maturidade e uma forma de chamar a responsabilidade em um jogo que a equipe vinha perdendo por 3 a 0, para Endrick não foi tão legal assim e considerou que expôs o time naquela situação. Porém, comemorou o desempenho que pôde levar o time à virada.

"Foi um momento de empolgação. Sou menino novo e depois que vi aquilo, ficou um pouco feio para mim, na minha visão, porque expus meu time, falando para tocar a bola só em mim. Não foi legal da minha parte. Fiquei um pouco empolgado e falei aquilo. Mas, foi bom ajudar minha equipe a fazer os dois gols e dar pré assistência para o Flaco. Aquele jogo foi  ideal para nossa arrancada para ser campeão brasileiro", declarou Endrick em coletiva realizada nesta sexta-feira.

Ganhando a vaga de titular na reta final, foi um dos principais nomes do Verdão na conquista do título do Campeonato Brasileiro, o atacante terminou o torneio como artilheiro do time no Brasileirão, com onze gols em 31 jogos.

Vendido ao Real Madrid desde dezembro de 2022, Endrick se apresenta ao time espanhol em julho de 2024, quando completa 18 anos. Assim, a joia da base palmeirense participará do início e meio da próxima temporada do Palmeiras.

Veja também

Deixe seu comentário

Só para assinantes