Em meio a críticas, Leila vê sexto título da gestão no Palmeiras; relembre conquistas da era Crefisa

O Palmeiras conquistou nesta quarta-feira o título do Campeonato Brasileiro de 2023, a sexta taça levantada pelo clube desde o início da gestão de Leila Pereira como presidente. O Verdão empatou com o Cruzeiro, por 1 a 1 no Mineirão e ficou com 70 pontos.

Com a empresária ocupando o cargo, o Verdão levou dois Campeonatos Paulistas (2022 e 2023), uma Recopa Sul-Americana (2022), uma Supercopa do Brasil (2023) e dois Campeonatos Brasileiros (2022 e 2023).

Assim, o clube aumenta também a galeria de títulos da era Crefisa, empresa comandada também pela mandatária do Verdão. Desde o início da parceria, em 2015,

Esse número, portanto, supera outra era vitoriosa do Palmeiras, que foi a parceria com a Parmalat, entre os anos 1992 e 2000. Nessa época, o Verdão faturou onze títulos. São eles: Copa do Brasil (1998), Copa Mercosul (1998), Libertadores (1999), Copa dos Campeões (2000), Torneio Rio-São Paulo (1993 e 2000), dois Campeonatos Brasileiros (1993 e 1994), três Campeonatos Paulistas (1993, 1994 e 1996).

Esta é a terceira vez que o Verdão conquista um bicampeonato seguido desde o início da parceria, que teve início ainda com Paulo Nobre como presidente. Os outros dois foram da Copa Libertadores (2020 e 2021) e do Campeonato Paulista (2022 e 2023).

Os outros títulos conquistados são: Copa do Brasil (2015 e 2020), Campeonato Paulista (2020), outros dois Campeonato Brasileiro (2016 e 2018), Recopa Sul-Americana (2022) e Supercopa do Brasil (2023).

No período de parceria com a Crefisa, o Palmeiras só passou em branco em 2017 e 2019. De resto, levantou pelo menos uma taça no ano.

Presidente da Crefisa e do Palmeiras, Leila Pereira está em seu segundo ano de mandato. Desde que a mandatária assumiu, em dezembro de 2021, o Verdão faturou quatro títulos. A ex-conselheira fica na presidência do clube até dezembro de 2024.

Continua após a publicidade

Veja também

Deixe seu comentário

Só para assinantes