Em estreia de Saretta como treinador, Pedretti larga com vitória no São Paulo Tennis Classic

Um dos grandes nomes do tênis nacional, Flávio Saretta debutou como técnico na vitória de Thaísa Pedretti no Ano II - São Paulo Tennis Classic. Nesta terça-feira, o ex-top 45 do mundo esteve em Mogi das Cruzes para acompanhar a virada de sua atleta sobre a compatriota Camila Bossi, por 2 sets a 1 (parciais de 4/6, 6/4 e 6/1), em duelo válido pela primeira rodada do ITF W25.

Embora este seja o primeiro torneio in loco da parceria, Saretta e Pedretti começaram a trabalhar juntos há quase três meses. A decisão de começar uma nova carreira e voltar a viver próximo à quadra surgiu após uma experiência transformadora no início deste ano, quando Saretta enfrentou uma doença rara no cérebro e viveu o período mais delicado de sua vida.

"Eu passei por uma mudança séria em janeiro, fui parar na UTI, fiz uma cirurgia na cabeça. Nesse mesmo tempo, eu saí da TV após quase 12 anos. Quando eu passei este período de nove dias internado, momentos em que eu quase morri e quase fiquei cego, tive um insight de Deus me falando que o meu propósito era ajudar as pessoas que querem ser ajudadas na quadra de tênis", explicou o ex-comentarista, que ainda treina dois juvenis de 12 anos.

Pedretti também enfrentou desafios significativos ao longo deste ano. A tenista de 24 anos voltou ao circuito em novembro, após passar 11 meses afastada devido a uma lesão na mão direita. O pensamento de aposentadoria começou a ganhar força, especialmente após os primeiros diagnósticos médicos.

Flávio Saretta acompanha estreia de Thaísa Pedretti

"Eu quase parei de jogar tênis, foi por muito pouco mesmo. Fui avaliada por dois médicos que não acreditavam que eu poderia voltar a competir. Mesmo diante deste cenário, eu não desisti, consegui me recuperar e estou de volta ainda mais forte por ter vencido essas adversidades", afirmou a atleta.

Em poucas semanas de trabalho, a dupla coleciona resultados surpreendentes. Em seu primeiro torneio, em Buenos Aires, Pedretti foi campeã de simples e duplas, enquanto na semana seguinte, ao disputar o ITF W15 de Córdoba, a paulista encerrou a campanha como vice-campeã. Mogi das Cruzes é o terceiro evento dessa vitoriosa gira que, no momento, apresenta 10 vitórias nos últimos 11 jogos.

"É um privilégio ter ao meu lado uma pessoa como o Saretta, alguém que viveu o tênis no mais alto nível e que pode realmente me ajudar a evoluir. Eu nunca tinha treinado tanto na minha vida como eu tenho treinado com ele. Esses resultados recentes são fruto do nosso trabalho, nada além disso. Toda a experiência dele tem me ajudado bastante, principalmente na parte mental, estou com a cabeça cada vez mais forte", apontou Pedretti.

O próximo desafio de Saretta e Pedretti em Mogi será nesta quinta-feira. A brasileira duelará contra a vencedora do duelo entre Lilian Polang, dos Estados Unidos, e Solange Melany Krywoj, argentina e cabeça de chave 7.

Continua após a publicidade

Veja também

Deixe seu comentário

Só para assinantes