Santos perde do Athletico-PR e disputará última rodada do Brasileiro ameaçado pelo rebaixamento

A vida do Santos só será resolvida na última rodada do Campeonato Brasileiro de 2023. Neste domingo, o Peixe perdeu por 3 a 0 para o Athletico-PR, na Ligga Arena, em Curitiba (PR), pela 37ª rodada do torneio. Vitor Bueno, Madson e Willian marcaram os gols decisivos do embate.

Com o resultado, o Alvinegro Praiano se manteve na 15ª colocação, com 43 pontos, dois a mais que o Bahia, que perdeu para o América-MG. O Vasco, que foi superado pelo Grêmio, aparece em 16º, com 42. Os paulistas, aliás, poderiam se livrar matematicamente da queda em caso de vitória sobre os paranaenses.

O Furacão, por sua vez, está em oitavo, com 56. O triunfo, inclusive. garantiu uma vaga na terceira fase da Copa do Brasil de 2024 ao time de Wesley Carvalho.

O Santos encerra a sua participação no Brasileirão na próxima quarta-feira, às 21h30 (de Brasília), quando recebe o Fortaleza na Vila Belmiro, pela 38ª rodada. Simultaneamente, o Athletico-PR visita o Cuiabá.

O jogo

O Furacão começou o jogo dominando as principais ações ofensivas. Com apenas quatro minutos, Vitor Roque recebeu dentro da área, cortou para o meio e bateu firme. A bola desviou na marcação e saiu pela linha de fundo. Na sequência, Vitor Bueno teve uma chance clara. Em boa jogada coletiva, o meia foi acionado na meia-lua, mas pegou mal na bola e isolou.

O Peixe respondeu aos 16. Em cobrança de falta, Soteldo levantou na área e Joaquim subiu mais que a defesa para cabecear. Atento, Bento voou para espalmar e evitar o tento.

A partir de então, o jogo ficou mais morno. Os lances de perigo voltaram a aparecer por volta dos 30 minutos, quando os visitantes melhoraram e assustaram com Furch, O atacante recebeu bom passe na intermediária e soltou uma pancada por cima.

Instantes depois, Soteldo costurou pelo meio e concluiu sem força pelo lado. No lance seguinte, Jean Lucas tentou de longe e também errou o alvo.

Continua após a publicidade

Nos minutos finais, os mandantes voltaram a se impor. Aos 45, Vitor Bueno levantou na área em cobrança de falta e Erick cabeceou para difícil defesa de João Paulo. Já aos 50, Vitor Bueno teve nova chance em tiro livre e, dessa vez, arriscou direto para o gol. O meia chutou no cantinho e abriu o placar na Ligga Arena.

2º tempo

Na volta do intervalo, o Athletico tentou pressionar em busca de mais. Contudo, quem assustou primeiro foi o Santos. Com três minutos, Jean Lucas dominou na esquerda, cortou para o meio e bateu para a defesa tranquila de Bento.

Nos minutos seguintes, a equipe de Marcelo Fernandes tentou apertar, mas encontrou dificuldades para concluir em gol. Os diversos cruzamentos efetuados também não foram efetivos.

Do outro lado, o Furacão diminuiu um pouco o ritmo. O time finalizou apenas aos 22, em cabeçada de Thiago Heleno que parou no colo de João Paulo. Instantes depois, Cuello partiu com liberdade e chutou pelo lado.

Já aos 29, saiu o segundo do Athletico. Vitor Bueno cruzou com perfeição, e Madson apareceu por trás da defesa para estufar as redes. Instantes depois, quase saiu mais um. Fernandinho soltou uma pancada da intermediária e viu João Paulo espalmar para escanteio.

Continua após a publicidade

Nos minutos finais, o Santos tentou diminuir o prejuízo, mas quem acabou marcando mais um foram os locais. Aos 47, Bruno Peres desceu até a linha de fundo e cruzou para Willian completar para a rede e fechar a conta.

FICHA TÉCNICA

ATHLETICO-PR 3 x 0 SANTOS 

Local: Ligga Arena, em Curitiba (PR)

Data: 3 de dezembro de 2023, domingo

Horário: 18h30 (de Brasília)

Continua após a publicidade

Árbitro: Rafael Rodrigo Klein (RS)

Assistentes: Rafael da Silva Alves (Fifa-RS) e Tiago Augusto Kappes Diel (RS)

VAR: Charly Wendy Straub Deretti (VAR/Fifa-SC)

Cartões amarelos: Fernandinho, Thiago Heleno, Erick, Alex Santana, Cacá (Athletico-PR); Rincón, Joaquim, Rodrigo Fernández, Morelos (Santos)

GOLS: Vitor Bueno, aos 50 d0 2ºT, Madson, aos 29 do 2ºT, e Willian, aos 47 do 2ºT (Athletico-PR)

ATHLETICO-PR: Bento, Cacá, Thiago Heleno e Kaique Rocha; Madson (Bruno Peres), Erick, Fernandinho, Christian (Alex Santana) e Cuello; Vitor Bueno (Zapelli) e Vitor Roque (Willian)

Continua após a publicidade

Técnico: Wesley Carvalho

SANTOS: João Paulo, Lucas Braga, Joaquim, Messias e Dodô (Mendoza); Rodrigo Fernández (Morelos), Tomás Rincón Inocêncio), Jean Lucas e Nonato (Lucas Lima); Soteldo e Furch (Marcos Leonardo)

Técnico: Marcelo Fernandes

Veja também

Deixe seu comentário

Só para assinantes