Mais maduro, Kevin Malthus projeta 2024 e fala sobre expectativa de subir ao profissional do Santos

A temporada de 2023 foi marcante para Kevin Malthus. O jovem meio-campista do Santos voltou a jogar futebol depois passar mais de 19 meses parado por conta de duas lesões seguidas no joelho. Em entrevista à Gazeta Esportiva, o Menino da Vila falou sobre o seu ano e destacou o seu amadurecimento.

"Foi uma temporada de muito amadurecimento pessoal, fora de campo especialmente. Entendendo que nem sempre as coisas saem como nós planejamos, mas no final deu tudo certo, fui muito abençoado. Consegui voltar a jogar, o que foi ótimo, então, por mais que não tenhamos conquistado título, o que era o objetivo, acho que pessoalmente foi um ano de muita evolução para mim", disse.

Livre dos problemas no joelho, o jogador de 20 anos vem se preparando para fazer uma boa temporada em 2024 e, quem sabe, ganhar um espaço entre os profissionais.

"Estou me sentindo muito bem fisicamente, o que é o principal. As lesões do passado são isso, apenas passado. Meu foco é me preparar bem e estar pronto para quando o Santos precisar de mim. Minha expectativa é essa, estar bem na parte física para poder fazer o que eu mais amo, que é jogar futebol", contou.

"Vou levar uma etapa de cada vez, estou no clube há um bom tempo e tenho uma gratidão muito grande pela instituição. Vamos caminhar com paciência, sem dar passos maiores que a perna, vou me esforçar nos treinos e, se pintar uma oportunidade, vou dar meu máximo, como sempre fiz aqui no clube", completou.

O Santos estreia na temporada com a disputa da Copa São Paulo de Futebol Jr. O time está no Grupo 26 e enfrentará Água Santa, Nova Venecia-ES e Remo. Kevin Malthus falou sobre a sua expectativa para o torneio.

"A Copinha é um dos principais torneios da base. Acho que todo jogador que está na idade tem vontade de jogar. Não é diferente comigo, eu tenho sim, mas antes disso eu penso em ajudar o time. A expectativa é sempre alta, temos um time bom e estamos nos preparando para esse desafio. Até porque estamos no Santos, que tem muita tradição no torneio, então sempre almejamos grandes coisas, seja na Copinha, ou em qualquer outra competição", declarou.

Continua após a publicidade

Por fim, o meio-campista salientou o trabalho psicológico que está fazendo para se afastar de vez das lesões e, assim, emplacar uma boa sequência no Peixe.

"É importante demais a parte psicológica no futebol e o clube sempre nos ajuda com essa parte no extracampo. Deixo essas lesões no passado, busco não focar nisso para não atrapalhar meu desempenho no campo. Amadureci muito com essas fases difíceis, mas trabalho assim, deixar essas "sombras" para trás e focar no agora, em como posso ficar melhor para ajudar o Santos", finalizou.

Desde 2014 no Alvinegro Praiano, quando ainda atuava no sub-11, Kevin foi destaque no sub-20 e sub-23 do clube em 2020. Com as boas aparições, foi integrado ao profissional no ano seguinte. Com o elenco principal atuou em 11 partidas e anotou um gol, diante do The Strongest, da Bolívia, em sua estreia na Libertadores.

Veja também

Deixe seu comentário

Só para assinantes