Inglês: Chelsea aproveita expulsões, vira sobre Tottenham e freia série do rival

O Tottenham perdeu a oportunidade de assumir a liderança do Campeonato Inglês ao ser derrotado no clássico contra o Chelsea nesta segunda-feira. Pela 11ª rodada, no Tottenham Stadium, os donos da casa perderam, de virada, por 4 a 1. Nicolas Jackson (3) e Cole Palmer marcaram para os visitantes, enquanto Dejan Kulusevski descontou.

A equipe comandada por Ange Postecoglou seguiu na vice-liderança da competição, com 26 pontos, um a menos que o líder Manchester City. O próximo desafio do Tottenham será contra o Wolverhampton, no sábado, às 9h30 (de Brasília), fora de casa.

O Chelsea voltou a vencer depois de duas rodadas sem triunfos. A equipe assumiu a 10ª colocação, com 15 pontos. Na próxima rodada, enfrenta o líder Manchester City, no domingo, às 13h30, em Stamford Bridge.

O jogo

O clássico londrino foi extremamente movimentado na primeira etapa. O Tottenham abriu o placar com apenas 6 minutos de bola rolando, quando Kulusevski invadiu a área pela direita e tentou uma batida cruzada, porém um desvio no meio do caminho colocou a bola no canto direito, matando o goleiro do Chelsea.

O Tottenham balançou as redes de novo aos 13 minutos, com Son. O tento, porém, foi anulado por impedimento. Aos 22, Sterling revidou e marcou o gol que empataria a partida, mas a bola tocou em sua mão durante a jogada e o lance foi invalidado. Pouco depois, aos 26 minutos, o Chelsea voltou a acertar a meta, em chute de Caicedo de fora da área, que foi anulado por impedimento.

Para alívio dos visitantes, o VAR entrou em ação e identificou uma solada de Cristian Romero em Enzo Fernandéz. O zagueiro foi expulso e um pênalti foi assinalado. Palmer cobrou no pé da trave direita e deixou tudo igual.

Na volta do intervalo, aos 9 minutos, a situação do Tottenham ficou ainda pior. Udogie, que já tinha amarelo, foi expulso após uma entrada em Sterling. Com dois jogadores a mais, o Chelsea conseguiu a virada. Aos 29, a defesa dos mandantes cochilou e Sterling recebeu livre para avançar. Na cara do gol, o atacante serviu Nicolas Jackson, que só precisou empurrar para as redes.

Errata:

o conteúdo foi alterado

  • Diferentemente do que foi informado no texto, o técnico do Tottenham é Ange Postecoglou, e não Mauricio Pochettino. O erro foi corrigido.

Veja também

Deixe seu comentário

Só para assinantes