Jair Ventura relembra vice da Copa do Brasil pelo Corinthians e exalta diretoria do clube

O treinador Jair Ventura, atualmente no Atlético-GO, relembrou nesta terça-feira de sua curta passagem pelo Corinthians, em que foi vice-campeão da Copa do Brasil de 2018. O técnico também revelou que o Timão foi o clube com mais tranquilidade política de sua carreira.

Jair Ventura comandou o Corinthians por cerca de três meses em 2018, tempo suficiente para chegar à final da Copa do Brasil. Contra o Cruzeiro, os alvinegros terminaram derrotados por 3 a 1 no placar agregado e ficaram com o vice-campeonato. O treinador exaltou a campanha em entrevista ao programa Gazeta Esportiva 1ª Edição, no canal da Gazeta Esportiva no YouTube.

"Eu me orgulho muito, fui o treinador mais jovem a dirigir a equipe profissional do Corinthians, e tão jovem ter chegado em uma final da Copa do Brasil. A medalha de prata muitas pessoas acham ruim, mas você pega uma Copa do Brasil que começa com mais de 70 clubes e você ficar na frente desses clubes, perder apenas para um. Lógico que quero ser campeão, que marca história e vai ser reconhecido, mas eu tenho orgulho de ser tão jovem e ter disputado a final, ter eliminado o Flamengo que era o favorito daquela edição na semifinal", disse.

O comandante do Atlético-GO também questionou sua demissão do clube paulista. Jair Ventura lembrou do caso do português Vítor Pereira, que conquistou o vice-campeonato da Copa do Brasil em 2022 e teve a possibilidade de renovar seu contrato com o Corinthians.

"Uma pena que eu não consegui marcar meu nome na história com aquele gol anulado do Pedrinho, a situação seria diferente. Mas você vê como é a vida, acabei sendo demitido, tinha mais um ano de contrato. Acabei sendo demitido sendo vice-campeão. Teve agora a última vez que o Corinthians foi vice-campeão, o treinador teve a possibilidade de renovar ou ir para o Flamengo. A mesma medalha de prata que para um foi horrível, para outro colocou o cara em evidência", indagou.

O Corinthians fará suas eleições presidenciais no dia 25 de novembro, André Negão e Augusto Melo são os principais para o cargo. Sobre a influência da política no Timão, Jair Ventura surpreendeu ao dizer que sua melhor experiência neste âmbito foi no Corinthians.

"Eu tenho oito clubes e um dos clubes mais tranquilos que eu trabalhei politicamente foi o Corinthians. Quando eu estava lá, o Andrés te blinda de uma maneira que no dia-a-dia é você os jogadores. Estavam o Alessandro, o Duílio e mais ninguém. Não tem aquela coisa de toda hora vir um diretor, como já aconteceu em outros clubes, e ter reunião. O Andrés, um cara muito direto, foi um presidente que eu virei amigo", revelou.

Jair Ventura vive grande fase no comando do Atlético-GO. Depois de assumir o clube na 11ª colocação, o treinador de 44 anos emplacou sequências sem perder e levou o Dragão para a terceira colocação da Série B do Campeonato Brasileiro.

Veja também

Deixe seu comentário

Só para assinantes