PUBLICIDADE
Topo

Palmeiras

Galiotte deixa a presidência do Palmeiras realizado e lembra trajetória difícil no clube

Cesar Greco/Ag. Palmeiras
Imagem: Cesar Greco/Ag. Palmeiras

redacao@gazetaesportiva.com (Redação)

28/11/2021 07h00

Neste sábado, o Palmeiras conquistou o tri da Libertadores ao vencer o Flamengo por 2 a 1, no Estádio Centenário, em Montevidéu-URU. Foi o último grande ato de Maurício Galiotte, que deixa a presidência do Verdão no dia 15 de dezembro, sendo sucedido por Leila Pereira, eleita na última semana.

Galiotte comentou sobre seu sentimento na reta final do mandato, destacando o crescimento esportivo do clube alviverde nos últimos anos.

"Eu saio realizado do Palmeiras, ciclo encerrando agora. Eu só tenho a agradecer. Aos atletas, funcionários, comissão técnica, torcedor. Eu saio muito feliz, realizado por poder proporcionar esse momento para o nosso torcedor. É um ciclo que se encerra, o Palmeiras continua, é eterno, e a gente segue sempre ajudando e apoiando, fazendo o máximo pelo clube", afirmou o dirigente.

"Agora, fora da admnistração, depois de nove anos. Quando nós chegamos, a situação do Palmeiras era muito difícil. Hoje, o Palmeiras é bicampeão da Libertadores. Isso é coisa do nosso trabalho, das pessoas que ajudam, do palmeirense", completou.

Galiotte foi eleito presidente do Palmeiras pela primeira vez no final de 2016. Dois anos depois, foi reeleito, dessa vez para um mandato trienal.

Agora, o Palmeiras faz parte da seleta lista de clubes brasileiros que conquistaram três vezes a Libertadores, ao lado de Grêmio, Santos e São Paulo. Além da taça na atual temporada, o Verdão foi campeão nas edições de 1999 e 2020.

Errata: o texto foi atualizado
Ao contrário do informado anteriormente, o mandato de Maurício Galiotte no Palmeiras termina em 15 de dezembro --não setembro. O erro foi corrigido.

Palmeiras