PUBLICIDADE
Topo

Futebol

Capitão da equipe, Rodrigo chega a 100 gols pela Seleção Brasileira de Futsal

redacao@gazetaesportiva.com (Redação)

17/09/2021 12h28

A Seleção Brasileira de futsal venceu a República Tcheca nesta quinta-feira e garantiu vaga nas oitavas de final da Copa do Mundo. Dos quatro gols marcados na partida, um foi de Rodrigo. O capitão da equipe marcou seu gol de número 100 vestindo a Amarelinha.

"Marcar o nome na Seleção Brasileira é fora do comum. A gente sonha em chegar aqui, mas não sonha com isso. O futsal é uma luta intensa. Eu, com 20 anos, trabalhava em um escritório de contabilidade e com 37 sou o capitão da Seleção Brasileira. Então, às vezes as pessoas me perguntam: 'Rodrigo, já é tarde?' Não é, nunca é tarde para você sonhar. E hoje eu completo 100 gols, 100 gols mostrando o dia, a hora, o que é importante, porque não foi uma coisa achada, foi uma coisa conquistada. Essa camisa vai ficar para os netos verem, para todo mundo ver", celebrou o fixo.

Rodrigo balançou as redes pela Seleção dia 12 de setembro de 2011. A partida foi contra o Chile, em confronto válido pela Copa América. Contra a República Tcheca, em um bomba de perna direita, o camisa 14 marcou o terceiro gol da goleada brasileira

"Penso em levantar a taça. É meu sonho. Com 37 anos você passa para aquela contagem não de mais um, mas de menos um. E eu estou vivendo isso intensamente. Brinco com os meninos no hotel, tento me divertir com eles. Eu vou dar a minha vida para conquistar esse título", analisou o jogador.

Rodrigo, capitão da Seleção Brasileira de futsal, na marca do seu 100º gol pela Canarinho. (Thais Magalhães/CBF)

Campeão do mundo em 2012, Rodrigo quer ampliar sua coleção de títulos pela Seleção, com a conquista do hexa. No currículo, o camisa 14 tem, além da Copa do Mundo da Tailândia, cinco edições do Grand Prix (2011, 2013, 2014, 2015 e 2018), uma Copa América (2011), um Circuito Sul-Americano (2012) e uma Eliminatórias (2016).

Futebol