PUBLICIDADE
Topo

Corinthians

Se for eliminado, Corinthians vai frustrar previsão orçamentária pela 2ª vez no ano

Jogadores do Corinthians durante treinamento no CT Joaquim Grava  - Rodrigo Coca/ Ag. Corinthians
Jogadores do Corinthians durante treinamento no CT Joaquim Grava Imagem: Rodrigo Coca/ Ag. Corinthians

redacao@gazetaesportiva.com (Redação)

04/06/2021 06h00

Classificação e Jogos

A previsão orçamentária do Corinthians para 2021, documento apresentado pela diretoria e aprovado pelo Conselho Deliberativo do clube, estipulou a classificação às oitavas de final da Copa do Brasil como meta mínima da equipe no torneio.

Isso quer dizer que o planejamento do Timão para o ano está contando com o recebimento de R$ 2,7 milhões, prêmio que será pago pela CBF para todos os clubes que passarem da terceira fase da Copa do Brasil.

O Corinthians garantiu R$ 4,2 milhões pelas participações nos três confrontos eliminatórios até aqui.

O time acabou perdendo por 2 a 0 para o Atlético-GO na última quarta-feira e, na semana que vem, terá de reverter a desvantagem, em Goiânia, para não causar problemas à administração pela segunda vez no semestre.

Na Copa Sul-Americana, a eliminação ainda na fase de grupos também não era esperada pela diretoria. A previsão orçamentária havia estipulado a mesma meta: chegar, ao menos, nas oitavas de final.

O Corinthians recebeu pouco menos de R$ 5 milhões pela participação no torneio continental. Caso tivesse conseguido a classificação e, assim, cumprido com a esperança mínima, o clube receberia da Conmebol R$ 2,5 milhões só por disputar as oitavas de final.

No Campeonato Brasileiro, a pretensão interna é de que o Corinthians termine a competição entre os sete primeiros colocados.

Corinthians