PUBLICIDADE
Topo

Santos

Após dois meses de "intensivão" no Santos, lateral espera chamar a atenção de Holan

Fernando Pileggi, lateral-direito do Santos, em treino no CT Rei Pelé - Ivan Storti/Santos FC
Fernando Pileggi, lateral-direito do Santos, em treino no CT Rei Pelé Imagem: Ivan Storti/Santos FC

redacao@gazetaesportiva.com (Redação)

25/02/2021 07h00

A partida contra o Bahia não vale muito para o Santos, mas será uma grande oportunidade para Fernando Pileggi, de 21 anos, mostrar serviço.

O Peixe enfrentará o Tricolor de Aço recheado de jovens jogadores. A lista de desfalques tem 15 atletas: Pará, Luan Peres, Felipe Jonatan, Alison, Soteldo e Lucas Braga (folga), Marinho (covid), Marcos Leonardo e Renyer (seleção sub-18) e Kaio Jorge, Madson, Laércio, Sánchez, Raniel e Jobson (departamento médico).

Dessa forma, Fernando foi o único lateral de origem na lista de relacionados do auxiliar Marcelo Fernandes. O ala pela direita será titular pela segunda vez com o Alvinegro.

A estreia ocorreu na derrota por 1 a 0 para o Vasco, no dia 20 de dezembro, em São Januário. De lá para cá, o lateral de 21 anos passou por um "intensivão" para se adaptar de fato ao elenco profissional.

Pileggi teve covid-19, parou por 15 dias e depois perdeu espaço em meio às decisões da Libertadores da América e a concorrência pesada de Pará e Madson. Tempo para aprender e se preparar.

O Menino da Vila recebeu diversos conselhos de Cuca sobre parte tática e posicionamento defensivo. Ele passou a entender aspectos do futebol profissional diferentes da base e se sente pronto para ganhar mais minutos.

Fernando Pileggi se parece mais com Pará no estilo de jogo. É um lateral de força, com a marcação como ponto forte. Como o titular está de folga e Madson está fora por uma fratura na costela, o jovem pode ganhar sequência contra Bahia (Brasileirão) e Santo André e Ferroviária (Campeonato Paulista).

Pileggi será visto à distância por Ariel Holan nesta quinta e tem boa chance de mostrar serviço. O novo técnico do Santos deve estrear no clássico contra o São Paulo, dia 6, no Morumbi.

Santos